Archive for the ‘Alunas & alunos’ Category

Aventura da Busca

setembro 25, 2016

 

Em minhas aulas de filosofia, eu costumava começar o tema da busca (epistemologia) com essa belíssima canção de Silvio Rodriguez: El Unicornio Azul. Não sei se meus alunos embarcavam em aventuras de busca com a gana e dedicação proposta por Silvio. Mas, de uma coisa tenho certeza, eles tinham oportunidade de ouvir boa música.

Anúncios

Redação: imaginação para começar

agosto 12, 2009

Nestes dias conversei com meus alunos de filosofia sobre resultados da prova do primeiro semestre. Disse-lhes que não fiquei muito seguro na hora de julgar resultado do que escreveram. A razão principal de minha insegurança é a orientação de que as provas nos cursos de Comunicação Social privilegiem redação. Concordo com a orientação, mas acho que alunos que escrevem bem já entram na prova com certa vantagem. Por outro lado, os alunos que não redigem de modo satisfatório perdem pontos mesmo que dominem o conteíudo da matéria. A aparente punição para redatores com limitações tem valor educativo. Alunos de comunicações precisam escrever bem. Isso é uma exigência profissional. Jornalistas, radialistas e publicitários com texto ruim têm pouca ou nenhuma chance profissional. Assim, alunos com déficit no campo da escrita precisam saber desde o começo que melhoria no escrever é uma necessidade para eles.

Alguns alunos conversaram comigo para saber como melhorar. Outros, ao se manifestarem, acharam que eu estava falando de gramática ou ortografia. Para estes últimos, respondi que a meu ver a boa redação começa pela imaginação e capacidade de se comunicar com clareza. A gramática não é essencial neste sentido. Algumas vezes sinto que professores universitários fazem a mesma confusão. Acham que boa redação se define a partir de padrões gramaticais. Isso tem a ver com ensino de redação que ressalta em demasia correção formal. Acho que o ponto de partida é outro. Neste blog, um exemplo de ensino de redação que enfatiza a criatividade aparece em registros feitos sobre redação cooperativa (com uso de recursos tecnológicos). Se quiser ver o que já escrevi sobre isso, comece por aqui.

WebGincana: exemplo de mini WG

abril 7, 2009

É bom ver capricho em coisas simples. Propus dias atrás um exercício sobre WebGincanas. Nada especial. Apenas uma versão mini para que meus alunos fizessem um treino antes de começar o projeto WebGincana deste semestre.

Sugeri uma versão em Word. A idéia foi  a de registrar o esforço de cada equipe e, ao mesmo tempo, obter exemplos de como os alunos estão compreendendo o modelo WG. Um nó é como formular questões que requerem respostas curtas. Um dos modelos disponíveis, aquele dos questionários de livros didáticos, está fora de cogitação. É, simplesmente, chato. Mas, infelizmente, é fácil de fazer. Outro modelo, aquele de certas provas dissertativas, em que as questões exigem respostas explicativas, também não cabe em WG’s. Ele não favorece o ritmo de jogo que se espera.

Para fazer boas questões é preciso muita imaginação. Fazer boas perguntas é sempre uma arte. Por isso eu não esperava resultados bem acabados em nosso primeiro exercício.

Na entrega do trabalho, um grupo me surpreendeu pelo capricho no acabamento de um simples exercício. As meninas fizeram a mini WG em ppt. O resultado ficou bem agradável.  As questões ainda refletem dificuldades apresentadas pela necessidade de apresentar perguntas surpreendentes, bem humoradas, instigantes. Mas, é preciso reconhecer o capricho das meninas – Marcela, Kete, Fabi e Tatiana. Por isso, copiei o trabalho no meu espaço do Slideshare.  Se quiser ver a obra, clique aqui.

Obrigado meninas.