Vida e comunicação

Muita informação. Pouco tempo para tudo consumir. Pouco tempo para encontros. O mundo real se dissolve. Tudo que posso fazer é viver no mundo virtual. Lá tenho muitos amigos. Encontro todo mundo. Lá sou amigo de todos os reis da Silicolândia. Celebro. Festejo. Vivo a vida bem vivida que vem lá da telinha. Nada do calor de um abraço. Nada de um beijo roubado. Nada sólido. Tudo se dissolve rapidamente para que eu possa consumir mais e mais informação, mercadoria produzida em fluxos incessantes. Vale a pena? Sei lá. Vou perguntar pro Google. E os amigos? São tantos. Agora mesmo consegui mais três. Vão aparecer uns dias. Depois somem. Tudo é muito confuso. Vou pedir à Apple para organizar minha vida. Deve existir um aplicativo pra isso. Um amigo postou algo sobre isso no Face. Mas, não sei mais onde está.

Escrevi atrás um borbotão de pensares a la Raul Roa em Eu, O Supremo. Um pensar sem regras. Urgente. Mas agora dominado pelas redes onde apareço de maneira fugaz, com gente me prometendo amizades fugazes. Tudo isso tem de ser melhor pensado. Acho que o vídeo que segue pode ajudar um pouco.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: