Universidade a Distância

Fui convidado em 1998 para falar sobre universidade a distância. O assunto não era algo que eu soubesse bem. Fiz então uma exploração do tema usando a rede mundial de computadores e construi o roteiro de conversa que apresento a seguir.

UNIVERSIDADE A DISTÂNCIA

(Roteiro)

 

¨      Não sou um especialista. Entendo de novas tecnologias em educação, mas não milito na área de educação a distância. Por isto, resolvi estudar a matéria, tendo em vista esta apresentação. E resolvi fazer este estudo utilizando exclusivamente a INTERNET, a famosa rede de informações que permite contato instantâneo com diversas fontes em quase todas as partes do mundo.

¨      Comecei meus estudos utilizando um recurso de procura, o Yahoo. Digitei a expressão Distance Learning e obtive uma lista de milhares de fontes, a maioria nos EUA e muitas outras no Canadá e Europa. Poucas na América Latina e algumas na Austrália. Muitas das coisas citadas eram mais venda a distância que educação a distância. Muitos produtores de materiais didáticos eletrônicos estão usando a rede internacional de computadores para criar vitrines de seus produtos. Nada contra. Mas não era o que eu estava procurando.

¨      Optei por algumas alternativas que poderiam me fornecer dados mais significativos. Neste sentido, viajei um pouco pelos seguintes lugares:

      Espanha (Universidade de Madrid e institutos espanhóis de educação a distância).

      AT&T, uma das multinacionais das telecomunicações que tem um programa especial sobre Novas Tecnologias e Educação a Distância.

      Universidade Aberta da Inglaterra

      Universidade de Newcastle, no norte da Inglaterra.

      Departamento de Tecnologia Educacional de San Diego State University.

¨      Ao utilizar apenas esta pequena mostra de endereços da Web ( a grande teia de edição eletrônica de tudo que a gente pode imaginar em termos de informação) aprendi algumas coisas que vou relacionar aqui, voltei a ser aluno da San Diego State University e  comecei a fazer um curso na Universidade de Newcastle.

¨      Ao entrar nos endereços da San Diego, descobri que poderia estudar de novo uma matéria chamada JOB AIDS. Mas além de estudar , eu poderia fazer exercícios e testar a minha compreensão do conteúdo. Minhas respostas e comentários foram “corrigidos” e avaliados imediatamente. Além disto eu pude copiar toda a matéria na minha impressora.

¨      Ao entrar na Newcastle pude verificar como estão alguns departamentos que eu já conhecia. Vi  programas de estudo 96/97 e mostras de conclusão dos trabalhos de alunos dos cursos de Design Gráfico e Design de Moda. Além disso matriculei-me em um curso dado inteiramente via INTERNET. Um curso, aliás, que ensina como utilizar a rede internacional de computadores…

¨      Vi pouca coisa na Espanha. Mas lembrei-me que a Universidade de Madri já faz educação a distância desde o século passado. Por volta de 1910, Antonio Machado, um dos maiores poetas do século XX, começou seus estudos universitários na Universidade de Madri. Ele não ia à escola. Seguia um roteiro de estudos. Eventualmente enviava correspondências a seus professores. E mais eventualmente ainda comparecia a Universidade para contatos pessoais com seus orientadores. Machado começou seus estudos universitários aos 54 anos de idade…

¨      Na Universidade Aberta da Inglaterra encontrei argumentos contra a idéia de educação a distância. Inicialmente os ingleses pretendiam criar uma instituição a distância. Mas no processo de inventar um novo modo de fazer educação acabaram criando a UNIVERSIDADE ABERTA. Parece que este é um conceito muito mais rico. Volto a ele no final desta comunicação.

¨      Na AT&T encontrei bastante informação sobre projetos que a empresa desenvolve com diversas universidades americanas. Mas, no final do processo, resolvi aproveitar o serviço de artigos que a AT&T fornece aos usuários de sua página Web sobre educação a distância. Escolhi quatro artigos. Imprimi-os para estudá-los no papel de modo mais tranquilo e tradicional.

¨      Resumo aqui esta minha aventura de procurar na INTERNET informação sobre Educação a Distância:

      consultei um recurso de procura;

      recebi uma lista imensa de fontes;

      constatei que muitas fontes eram dispensáveis;

optei por uma mostra pequena de organizações em três partes do mundo: Espanha, EUA e Inglaterra;

      “virei” estudante de duas Universidades,  uma nos EUA, outra na Inglaterra;

      descobri, na história da Universidade Aberta e nos artigos da AT&T, que o conceito de educação a distância é muito limitado.

¨      Tudo isto retrata como está a questão da educação a distância neste momento. A idéia mais básica neste campo é a idéia de COMUNICAÇÃO. O modelo  escolar que conhecemos insiste numa comunicação dentro do limitado espaço da sala de aula ou do laboratórios. Mas a comunicação hoje está eliminando espaços físicos e privilegiando determinadas vias de informação. Vias de informação, aliás, que ao eliminarem a necessidade de espaço eliminam também a idéia de distância. Não estou fazendo um curso a distância na Universidade de Newcastle. O computador que está controlando meus estudos está a mais de 12.000 quilômetros de São Paulo, mas eu tenho acesso imediato “às aulas” e minhas “provas” são corrigidas no ato.

¨      Há um entendimento tácito de que educação a distância é uma opção que elimina todas as coisas aborrecidas que acontecem na escola. Há também um entendimento de que tal educação favorece mais os indivíduos que querem aprender em ritmo próprio. Estas idéias são muito limitadas. Eles ignoram sobretudo que educação é uma relação (gente só aprende com gente, não com experiência e informações acumuladas de modo individualista). Por esta e por muitas outras razões e melhor falar em UNIVERSIDADE ABERTA.

¨

Anúncios

Uma resposta to “Universidade a Distância”

  1. Patricia Garcia Says:

    Atenção alunos e professores de História:

    Começaram as inscrições para a 6ª Olimpíada Nacional em História do Brasil!

    Alunos do Oitavo ano do Fundamental até o Terceiro ano do Ensino Médio já podem se inscrever para mais uma edição da nossa Olimpíada!

    Equipes de 4 integrantes, sendo compostas pelo professor de história da escola e 3 alunos, encaram desafios semanais nas 4 fases online e se preparam intensamente para a Grande Final presencial, em Campinas/SP.
    As inscrições podem ser feitas a partir deste link, onde também consta o Regulamento Oficial:

    http://www.olimpiadadehistoria.com.br/6-olimpiada/regulamento/index

    Sobre a ONHB:

    Nossa Olimpíada é realizada desde 2009 pela UNICAMP, com o apoio do CNPQ/MEC/MCT. Milhares de estudantes e professores de todos os estados brasileiros se reúnem para responder questões que proporcionam uma reflexão sobre a construção da nossa sociedade. A construção do método histórico, sua aplicação e desenvolvimento compõem cerne do desafios semanais, estimulando nossos participantes a experimentar esse processo de investigação.
    Lembrem-se: as inscrições vão até 20 de abril!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: