Tecnologia na escola

O pensamento hegemônico acha que o primeiro passo do ingresso de novas tecnologias na escola é a compra de equipamentos, se possível, os mais modernosos que o mercado pode oferecer. Esse é um raciocínio infeliz. Lembro-me de um velho artigo, publicado há uns quarenta anos por uma revista popular de tecnologia da computação, mostrando que em algumas escola computadores estavam funcionando como porta bonés. Depois de comprados, as escolas não conseguiam descobrir usos eficientes para as maquinetas em termos de aprendizagem.

Equipamentos são importantes? São. Mas, não trazem por si sós qualquer mudança significativa no panorama educacional. Antes deles vem o engenho e arte dos educadores. Vem a imaginação, componente essencial de qualquer proposta tecnológica na escola ou em qualquer outra instituição social. Já escrevi longamente sobre isso num artigo que foi publicado por Quaderns Digitals.

Acabo de ver e recomendo excelente artigo de David Thornburg sobre o assunto. Não deixem de ler:

Educational Technology’s Wild Card

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: