Ego Blogo

Blogs, entre outras coisas, são manifestações de identidade. Como já disse aqui algumas vezes, seu blog é você. Daí o título deste post. Uma outra alternativa de conversa poderia ser blogueu. Não há aqui muita originalidade. No início os blogs eram conhecidos como web logs, ou seja, como diários de bordo na web. Alguém, cujo nome me foge, cunhou a expressão “I web log”, depois convertida em “I blog” (num jogo de palavras entre we – nós – b’ log e I – eu – b’log). Blogs são, portanto, sempre “eu b’ logo”, “eu blogo”.

O que escrevi  até aqui foi inspirado pelas páginas finais de Emotional Design, de Donald Norman. No último capítulo da obra, o autor  lista uma série de situações nas quais procuramos personalizar objetos que usamos na vida cotidiana. Nesse sentido, somos todos designers. Basta observar, por exemplo, como apartamentos padronizados de um conjunto residencial  vão  adquirindo cores individuais e ganhando a cara do dono ou dona.

Um campo onde o design pessoal  fica mais nítido, segundo Norman, é o dos sites pessoais. Não importa maior domínio de programação, os sites pessoais acabam tendo a cara de seus autores. Aparentemente, Norman não é um membro da comunidade blogueira. Ela sempre chama os blogs de web logs ou de sites pessoais. Traduzo a seguir alguns trechos das páginas finais de Emotional Design, convertendo todas as menções a web logs ou sites pessoais em blog ou blogs. Pratico uma tradução livre, mas, creio eu, bastante fiel à proposta normaniana.

Começo com palavras que o autor recolheu num levantamento preliminar sob re ligações pessoais entre pessoas e seus objetos. Um dos respondentes à indagação de Norman sobre dimensões emocionais de seus objetos ou ferramentas, diz:

Meu blog  – Às vezes quero desistir dele porque o mesmo me exige muito tempo, mas meu blog me representa online de uma maneira tão pessoal que é impossível imaginar a vida sem ele. Ele me traz amigos e aventuras, viagem e elogio, humor e surpresa. Ele se tornou uma de minhas interfaces com o mundo. Sem ele uma parte importante de mim não existiria.

Em continuação, seguem alguns comentários do autor a partir da resposta citada.

Esses blogs tornaram-se partes essenciais da vida de muita gente. São pessoais, mesmo quando compartilhados. São amados ou odiados. Provocam fortes emoções. São verdadeiras extensões da vida.

Blogs e outros sites pessoais da internet são exemplos claros de declarações de designs pessoais, não profissionais. Muitas pessoas gastam grandes quantidades de tempo e energia escrevendo seus pensamentos; publicando suas fotos, músicas e vídeo clips favoritos; e, além disso, apresentando sua cara para o mundo. Para muitas pessoas, assim como para meu respondente, essas exposições pessoais representam-nas

Anúncios

Uma resposta to “Ego Blogo”

  1. araujodoralice Says:

    Concordo plenamente, Jarbas. A nossa amizade aconteceu graças aos nossos blogs. Foi lá pelos idos de 2007 e perdura até hoje. Não nos conhecemos pessoalmente, mas conseguimos manter ótima sintonia blogueira nas nossas páginas.

    Com o Boteco Escola conheci a Miriam Salles; da conversa regular blogueira você nos levou à reportagem da Carta na Escola; foi um salto para travar contato com um grupo ativo de professores antenados com os temas educacionais. O NaMiradoLeitor é uma extensão do que sou; ele é o meu cartão de visita.

    Receba o meu abraço, votos de saúde e alegrias, além do obrigada pelas reflexões, dicas de leitura e novidades, querido amigo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: