Literatura Engajada

A grande arte sempre é engajada, reflete um mundo que sensibiliza o artista, gera indignação, sugere mudança, emociona. Mas, é sempre arte. É sempre uma proposta de ver o mundo de forma não conformada, surpreendente.

Há tempos, amigos de minha geração propuseram a criação de um blog que registrasse histórias e sonhos de quem vivenciou os anos sessenta. Surgiu assim o Arquivo68. Sou um dos editores do blog. Mas, pouco escrevo, pouco colaboro. Este ano, porém, resolvi ser mais ativo naquele espaço. Minha peça mais recente no Arquivo68 é uma chamada para série de posts sobre literatura engajada. Exemplifico minha proposta apresentando Os Clandestinos, de Fernando Namora. E, para não ficar só na obra, utilizo citações do próprio Namora para falar de literatura engajada.

Se estiver interessado em meu post sobre o romance do grande escritor português, ou se quiser visitar o Arquivo68, aqui vai o link:

Anúncios

Uma resposta to “Literatura Engajada”

  1. Valdecy Alves Says:

    Nietzsche dizia que o mundo é um imenso pântano e que a arte é a orquídea colorida e bela que nasce no alto da árvore podre.
    Digo então que BLOGS DE POESIA SÃO ORQUÍDEAS NO PÂNTANO DA WEB.
    Convido a ler poesia da minha autoria, escrita ontem 05/03/2011. Se gostar comente e divulgue:
    http://valdecyalves.blogspot.com/2011/03/canto-vida-peregrina.html

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: