Egito em busca da liberdade 2

Tentei acompanhar os acontecimentos no Egito via CNN. Infelizmente, a TV internacional dos gringos não está fazendo jornalismo. A maior parte do tempo, o que aparece na CNN são reportagens sobre sobre os “perigos” que gente comum anda correndo nestes dias. As entrevistas realizadas sugerem que “gente comum” é sinônimo de classe média alta. Nenhum morador de favelas do Cairo apareceu na famosa TV planetária.

Ao ver a CNN fica-se com a impressão de que os manifestantes não são gente comum, mas ativistas que colocam em risco a segurança no Egito.

Grandes veículos da mídia americana andaram boicotando a Al Jazeera, a rede internacional de TV com raízes árabes. Em vão. Internet e satélites permitem que se veja a Al Jazeera em toda parte do mundo.

Acho que a fonte mais confiável de informação sobre o que anda acontecendo no Egito é a TV árabe de alcance internacional, em sua versão em inglês. Por essa razão, decidi acompanhar a Al Jazeera. O melhor meio de fazer isso é seguí-la via Twitter em @AJEnglish.

Pio recente da TV árabe sobre declaração dos militares egípcios dizendo que não usarão de violência contra seu povo é um exemplo de jornalismo comme il faut. Junto com essa notícia há um vídeo com fotos expressivas das manifestações.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: