WebGincana em blog

Nos velhos tempos, para autorar materiais na Internet, os professores precisavam dominar técnicas de programação. Precisavam, no mínimo, saber como fazer programinhas em Basic para concretizar algumas de suas idéias. As produções exigam muito tempo e dedicação. Algumas vezes, os educadores se encantavam tanto com as tarefas de programação que se esqueciam das propostas pedagógicas. Inventavam programas até interessantes, mas sem qualquer valor educacional. O primeiro programa que fiz em Basic para educação (1982), Our English Cousins, por exemplo, mereceu o seguinte comentário irônico de meu amigo Bernie Dodge: “Jarbas, se este programa sumir, a humanidade nada vai perder”.

De 1982 para cá as coisas melhoraram. Para certos usos de computadores em educação surgiram publicadores que permitem a professores colocar suas propostas no ar sem nada entender dos intestinos das máquinas. A maior parte das ferramentas de publicação ainda tem grandes limites. Mas, é um consolo saber que professores, para serem autores de materiais em ambientes computacionais, não precisam mais de aprender linguagens de programação. Ainda estamos longe do panoram sonhado por Donald Norman em The Invisible Computer, mas chegaremos lá algum dia.

Idealmente, as WebGincanas deveriam ser publicadas como webpages. Para tanto, o professor-autor precisaria programar em html ou associar-se a um programador para colocar no ar sua proposta. Há, porém, alternativas. Uma delas é a de adaptar publicadores de WebQuests para os fins. Essa é uma sugestão que faço para meus alunos de pedagogia e licenciatura. Nos últimos tempos, a maioria das WebGincanas de meus estudantes foi alojada num publicador de WebQuess, o Zunal.

Alguns dos meus alunos buscam outras soluções. Uma delas é de adptar publicadores de blogs para colocar na Web suas produções. Recentemente, um grupo de meus alunos de licenciatura fez isso. Veja aqui o resultado do trabalho dos meninos:

Anúncios

4 Respostas to “WebGincana em blog”

  1. Marcus Vinícius Says:

    Poxa professor, ficou bem legal o comentário, além do fato de que o blog em que publicamos ficou bem interessante. Essa é uma dica para o pessoa quer trabalhar a web gincana: blogs são excelentes ferramentas e facilitam o acesso dos alunos, que têm muita familiaridade com isso.
    Abraço a todos

  2. Edison Vieira Pavão Says:

    De fato os blogs facilitam as publicações e proporcionam um acesso rapido e facíl para divulgação de ideias e novas praticas educativas, valeu.

  3. Onofre Crossi Filho Says:

    A grande disseminação dos ‘blogs’ e a crescente familiaridade dos usuários com esse formato soa como um convite para que a proposta versátil da Webgincana a ele se adapte. Trata-se de uma nova proposta, uma opção que pode contribuir para propagar esse recurso didático que ultrapassa os limites do ‘jogo’ mantendo-o divertido, interessante educativo e agradável.
    Webgincana no formato Blog parecem combinar muito bem!

  4. jarbas Says:

    Aqui vai mais um comentário que chegou via email:

    “Professor Jarbas, muito obrigado pelo post!
    Esse foi um trabalho bacana de se fazer fico feliz com o resultado!

    Abraços, até mais!
    Dionizia”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: