Leitura de textos na Univesp

No início da criação de TV para a Univesp (Universidade Virtual do Estado de São Paulo), a equipe de produção projetou um quadro chamado “leitura de textos”. A proposta, em síntese, mostrava um professor ou professora que havia lido um texto em estudo. Esse professor ou professora conversava com os professores/alunos durante uns dez minutos, resumindo e apreciando o texto estudado. Fiz, no caso, o papel de boi de piranha. Gravei as primeiras conversas com os professores.

Para evitar aquela cara de desconforto de quem não é de televisão, fui orientado a conversar de modo “espontâneo” com os espectadores. Para tanto, eu redigia um spript do que iria dizer e na hora da gravação “improvisava” a fala, sem auxílio de teleprompter ou qualquer outra ajuda. Acho que fiz três ou quatro gravações. Saí do projeto da Univesp há algum tempo e ainda não tinha visto a produção final de nenhuma de minhas conversas. Agora, fuçando noYoutube, vi que uma das gravaçoes que fiz está disponível na Web.

Minha conversa aparentemente está bem solta e articulada. A direção de TV fez um bom trabalho de edição. Mas não sei se minha performance é televisiva. Minha auto-crítica diz que não. Além de eu não fotografar bem, a extensão da conversa é muito longa para o veículo. Acho que seria necessária mais “ação”.

De qualquer forma, talvez eu esteja sendo muito severo. Gostaria de saber opinião dos alunos da Univesp. Sua opinião, amável leitor, tembém me interessa. Se tiver um pouquinho de paciência e tempo, dê uma olhada no vídeo que segue. E, mais ainda, se tiver tempo e paciência opine aqui em comentários.

Anúncios

13 Respostas to “Leitura de textos na Univesp”

  1. Jaqueline Says:

    Gostei do vídeo, do conteúdo, acho que te expressasse muito bem.

  2. Taís Says:

    Tá ótimo, ainda mais que foi sem TP!
    Beijos,
    Taís

  3. Carlos Seabra Says:

    Jarbas, muito bom! Além de se comunicar muito bem por escrito, coisa que este blog é prova, tens também uma presença televisiva muito boa! Mande sua auto-crítica às favas mais vezes, pois ficou ótimo!

  4. Eduardo Sposito Says:

    Jarbas
    Fundamentado na minha longa experiência como corrdenador de Programação da TV comunitária de S.J.Rio Preto (risos!), posso dizer que você “mandou bem” como dizem os manos. Onde você treinou essa boa dicção? Preciso pegar umas aulas.
    Desse seu desempenho só posso dizer:
    “Te cuida, Mario Sergio Cortela!”
    Parabéns.
    Eduardo

  5. Cleo Pisani Says:

    Caro Professor Jarbas:

    Gostei da apresentação e do conteúdo. Muito bom. E não é que voce tá bem tá bonitão!!!

    Beijo

    Cleo

  6. jarbas Says:

    Tenho amigos que preferem fazer comentários via email. Um deles é o grande Juvenal. Mas não adianta responder apenas em privado. Quero apreciações críticas e públicas. Por isso, copio aqui mensagem enviada pelo Juca via correio eletrônico:

    CARO JARBAS.

    Que nada. Você está melhor que aquele pessoal da novela das oito. Se fosse

    ator um papel que lhe cairia bem é o de “delegado bonzinho”. Fala mansa

    e persuasiva. O conteúdo é excelente. aprendi muito. Podia fazer um vídeo

    com seus textos e enviar para os amigos. “Di gratis” de preferência.

    Saudades,

    JUVENAL

  7. jarbas Says:

    Outro amigo que prefere comunicação via email é o camarada Bertelli. Ele foi telegráfico, pois como editor sabe que é bom economizar letras. Aqui vai o texto telegráfico de meu amigo que, entre outras coisas na vida, é cantor lírico.

    “Aprovado e reafirmado.

    Saudações.

    ARB”

  8. giselda sawaya batista Says:

    Grande Mestre

    Excelente o conteúdo de sua mensagem!É persuasivo,reflexívo e curiosamente-suave.
    Ficaríamos felizes com o lançamento de vídeos com seus textos,idéias e conversas ,conforme sugestão do nosso querido Juca.
    abraços
    giselda

  9. jarbas Says:

    Tenho velhos amigos que não gostam muito de entrar aqui nos comentários. Preferem mensagens via email. Já registrei palavras de dois deles aqui. Agora acaba de chegar um “bilhetinho” eletrônico da Professora Zélia. Pra variar, via email. Compartilho o carinho da Zélia com os demais frequentadores deste Boteco.

    “Jarbas, parabéns.

    Assisti o vídeo. Você falou tudo certinho. Comigo na banca, passaria direto. A performance está perfeita. Você, para mim, continua sendo “o cara”.

    Abraço
    Zélia”

  10. Rozana Garcia Says:

    Olá Professor Jarbas,
    Por indicação de seu amigo, Bottaro, acessei o seu vídeo; duas partes. O conteúdo dispensa comentários, e no momento, você quer a opinião do leitor quanto a sua atuação como palestrante virtual, não é mesmo? Acredito que a vivência no ambiente virtual leve um tempo para ficar aos nossos moldes, por mais que os leitores digam que a apresentação ficou ótima o profissional acredita que não; sempre encontrando um “defeitinho” aqui e acolá. O ponto vermelho da câmara deve atrapalhar ou deixar o profissional ansioso, mas se encararmos este ponto como um leitor, quem sabe melhore (rs). Em minha opinião é tudo uma questão de prática e, tendo em vista o crescimento da Educação a Distância (EAD) vale à pena apostar em mais este advento motivacional nos espaços de comunicação e educação. No espaço virtual, acredito que não seja muito comum ter mais “Ação” como você comenta, porque muitas vezes o tema não facilita. Você estava ótimo no vídeo, mas se ainda acredita que não, faça mais vídeos e, nós leitores iremos avaliar com o maior interesse. Parabéns pelo seu trabalho e sucesso! “Desculpe-me pelas brincadeiras”.
    Abraço,

    Rozana Garcia-Docente Senac-Bauru

  11. jarbas Says:

    Mais uma avaliação feita via email. Desta vez do meu amigo Bottaro. E ele não deixou de notar os defeitos (finalmente um amigo bota pingos nos iiis). Agradeço muito e torno pública a avaliação que ele me mandou.

    “Professor Jarbas.

    Que encomenda ingrata rsrsrsrsrs.

    Sou seu fã e não fico à vontade para “procurar pelo em ovo”, mas vamos lá.

    Depois de assistir umas 5 ou 6 vezes consegui aplicar meu virginianismo rsrsrsrsrs.

    1. Você inicia a fala dizendo que está aqui para uma conversa, pois bem, não sei como isto é tratado através da tecnologia, porém entendo que numa conversa a interlocução é possível no mesmo momento e neste caso primeiro você expõe o tema e só depois disso é que poderemos enviar nossas considerações;
    2. A sua pronúncia da palavra disciplina passa o som de “diciprina”;
    3. Fisicamente durante a exposição você tende a inclinar a cabeça para a direita.

    E tá bom demais, pois não vejo outra pessoa fazendo melhor rsrsrsrs.

    Um grande abraço.”

  12. Mauro de Nardi Costa Says:

    jarbas, fiquei muito contente em vê-lo na telinha. rsrs

    Realmente, essas tecnologias nos deixam um tanto “tontos” não é? Claro que é necessário algumas habilidades para dar conta do recado, mas nada como o treino para que isso aconteça… (olha eu falando de habilidade logo pra quem!!!!!)
    Concordo com a fala do Bottaro e nao consigo fazer uma avaliação tão negativa assim quanto voce acha que está…

    Toca o barco que o leme e o remo estão ótimos!!

    Abraços

    do amigo,

    Mauro

  13. Jurandir Santos Says:

    Oi Jarbas,
    Sabe que Bottaro sempre foi um cara que prima pela perfeição não é mesmo? Mas achei as dicas dele bem legais.
    Para mim o vídeo é uma pequena prova da eficácia da educação à distância. Gostei muito de te ver, da sua desenvoltura e da pertinência dos assuntos. Se localizar mais algum vídeo manda, ok?
    Abração,
    Jura

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: