Ética do cuidado

Ética é cuidado. Uma dimensão de relação de respeito, consideração, amor pelo outro. Esse modo de ver a ética em ação é sintetizado, em inglês, pelo verbo to care. I care pode ser traduzido de duas formas: 1. eu cuido, 2. eu me importo. Na verdade, I care significa as duas coisas ao mesmo tempo.

Fiz uma introdução necessária para falar de uma linda música de Aleandro Baldi, I CARE.  A obra do cantor e compositor italiano é uma homenagem a Don Lorenzo Milani, criador da Escola de Barbiana. Homenagem linda e justa. A ação de Don Milani em sua escola de Barbiana é um exemplo de cuidado. Ele cuidou (deu apoio e se importou) com os jovens camponeses expulsos das escolas convencionais. Ofereceu a eles cuidado. E a abertura sem reservas para o outro resultou numa educação libertadora que precisa ser mais conhecida.

Indico, a seguir, o registro da canção/homenagem no Youtube. Infelizmente não é possível incorporar o VT a este espaço do Boteco. Você precisará clicar na flecha do vídeo e, uma vez que apareça a mensagem de interdição á incorporação, precisará clicar de novo para ouvir a linda I CARE.

No Youtube, há uma transcrição da letra de I CARE. Com receio de que no futuro a obra possa ser desativada naquele espaço de compartilhamento de vídeos, reproduzo aqui o poema que homenageia uma das mais belas aventuras educacionais do século XX.

I CARE

Cari ragazzi sono qui,
sono tornato,
chiamate tutti gli altri
suonate la campana.
Oggi riapre la scuola
di un povero curato,
un certo Don Milani,
mandato qui a Barbiana.
Anche se col tempo
voi siete un po’ cambiati,
ed i miei occhi
non sono più quelli d’allora,
e se i vostri ginocchi
non sono più sbucciati,
stonati canteremo,
quella canzone ancora:

RIT.
i care,
i care,
c’è bisogno che io
abbia cura di te,
you care,
you care,
c’è bisogno che tu
abbia cura di me,
i care,
i care,
è solo un modo per dire
che d’amore ce n’è,
un bisogno più forte
il più forte che c’è,
i care,
i care,
i care.

Apriamo quella porta
risistemiamo i banchi,
spolveriamo i quaderni
rileggiamo gli appunti.
Forza miei giovani studenti
dai capelli bianchi,
perchè quello che conta
è non darsi mai per vinti,
il mondo è un po’ più ricco
la vita è sempre dura,
e in questa catapecchia
attaccata al monte Giovi,
c’è ancora la canzone
della nostra bocciatura,
che insieme cantavamo,
per non sentirci soli.

RIT.
I care,
i care,
c’è bisogno che io
abbia cura di te,
you care,
you care,
c’è bisogno che tu
abbia cura di me,
i care,
i care,
è solo un modo per dire
che d’amore ce n’è,
un bisogno più forte
il più forte che c’è,
i care,
i care,
i care.

Qui dove sono adesso
non è così lontano,
non fosse per il fatto
che mi mancate tanto,
ed io pur di star con voi
rinuncerei anche al perdono,
e Dio lo capirebbe,
di questo son convinto,
parola mia d’amore,
parola mia Lorenzo.

I care,
i care,
you care,
you care,
abbia cura di me.

Ragazzi sono qui,
sono tornato,
ma lo sapete bene,
che non sono mai partito,
che non sono mai partito.
I care.

Anúncios

Uma resposta to “Ética do cuidado”

  1. fornada Says:

    é tão raro ouvir música em italiano! me remete à minha infância. O povo da jovem guarda às vezes gravava.
    Bonita a música

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: