Archive for março \30\UTC 2010

Música negra peruana

março 30, 2010

Hoje de manhã, em meu momento de música e meditação, ouvi a Susana Baca, cantora peruana. Segue aqui uma das melodias do álbum que tenho.

Anúncios

Criatividade e Educação

março 30, 2010

No post anterior sugeri levantamentos para verificar que vídeos do TED (Technology, Entertainment, Design) podem ser utilizados em atividades educacionais. Segui meu próprio conselho e comecei a verificar que falas poderiam me ajudar nas disciplinas com as quais trabalho. Há bastante coisa. Há, por exemplo, uma bela palestra de Donaldd Norman sobre emotional design, um assunto que deveria merecer atenção em conversas no campo da tecnologia educacional. Fiquei tentado a divulgar tal fala do Norman. Mas, acabei não o fazendo, pois não há legendas do material em português. Segui em frente e vi outros vídeos.

Dos vídeos que vi há um que merece divulgação imediata. Trata-se de conversa de uma especialista em criatividade que faz uma fala interessante sobre mudanças necessárias na educação das nossas crianças. Sempre faço ressalvas a palpites de quem opina sobre educação sem experiência relevante no nível do chão-de-escola. Porém, no caso do conferencista, Ken Robison, creio que vale a pena considerar as observações feitas.

Ken usa ironia e humor, coisas que me conquistam em termos de comunicação. Mas não vou aqui fazer comentários sobre o que ele fala. É melhor ver e ouvir o original.

Atenção: para colocar legenda em português no vídeo, clique na expressão View subtitles, na parte inferior da tela, e escolha Portuguese (Brazil).

Quem somos?

março 29, 2010

A resposta fundamental para a pergunta que aparece no título deste post é:

_ Somos todos africanos.

Há muitas evidências sobre nossa ancestralidade africana. E mais evidências são encontradas na medida em que avançam pesquisas peleoantropológicas. Uma das fontes para conversas sobre isso é a palestra que segue, gravada em evento do TED

Ao ver este video fiquei imaginando que o mesmo deveria ser aproveitado em aulas de história. O mesmo material pode ser um bom ponto de partida para conversas sobre a estultícia de preconceitos raciais. Outra coisa, o vídeo é estrelado por um paleontólogo da Etiópia. Estamos acostumados a ver apenas Indiana Jones gringos. É interessante ver que gentes de países pobres também podem ser cientistas capazes de fazer descobertas importantes.

Nota final: acho que vale a pena fazer um levantamento dos vídeos do TED com o objetivo de verificar quais deles podem ser aproveitados em educação.

Educação Esperança

março 29, 2010

Com este belo título: Educación Esperanza, meu amigo-irmão, Sigfredo Chiroque, está publicando textos que olham para acontecimentos da educação no Peru. Gente interessada em educação comparada ou em conhecimento da situação educacional de nossos irmãos peruanos tem boa fonte nos escritos desse grande educador andino.

Chiroque, passou parte de sua juventude no Brasil. Aqui estudou, participou de lutas políticas e produziu alguns de seus textos sempre engajados. No Peru, além de carreira acadêmica na Universidade de São Marcos, meu amigo de longa data faz um belo trabalho no Instituto de Educación Popular.

Para visitar o blog do Chiroque,  clique no destaque que segue:

Rock en Mexico

março 28, 2010

Tenho um CD de Cecilia Toussaint, roqueira mexicana.  O disco dela acabou vindo de contrabando num dia em que entrei numa loja de discos da Cidade do México, nos idos de 1999, para ver boas produções de bolero, e novidades de Silvio Rodrigues e Pablo Milanes.

O que me atraiu no disco da Cecilia? A capa. Falar nisso, você já reparou que boas obras, livros e discos, têm capas muito bem transadas? O contrário também é verdadeiro; obras de baixa qualidade costumam ter capas horrorosas.

Cumpro neste post a promessa de escrever de vez em quando sobre vida pessoal. No caso, deixo aqui uma nota sobre uma cantora que ouço de vez em quando. Não sei se você já ouviu falar dessa cantante mexicana. Se quiser conhecê-la, o vídeo que segue pode ser um bom começo.

Geografia na Internet

março 27, 2010

Recentemente explorei com meus alunos o Geography Zone e o IBGE Países, excelentes recursos para despertar curiosidades sobre geografia física e política de nosso planeta. São sites interativos e permitem viagens interessantes por países e continentes. Acabo de ver um outro recurso com as mesmas virtudes: StatPlanet.

StatPlanet, assim como os dois outros recursos, pode gerar belas atividades no laboratório se o professor criar desafios que engajem os alunos em buscas significativas. Peço a meus alunos de Licenciatura e Pedagogia para visitarem o material.

Preciso dar crédito a quem merece: soube do StatPlanet por meio de informação do meu amigo @berniedodge.

Tecnologia, Informação e Conhecimento

março 25, 2010

Ano de 1988. Evento: European Conference on Computers in Education – ECCE/88, Lausanne. Palestra de abertura: New Technologies in Education: Social and Psychological Aspects. Conferencista: um tal de Steen Larsen.

Ocupei meu lugar no auditório do Centro de Convenções de Lausanne, esperando ouvir comunicação acadêmica de algum figurão. Mas, desde o começo, fui conquistado pela competência , clareza e simpatia daquele cara para mim desconhecido. Ela falava de educação e tecnologia sem cacoetes de gente entusiasmada por máquinas e equipamentos. Ao mesmo tempo, falava de uma maneira que conquistou a platéia logo de cara. Fiquei muito impressionado.

Na semana seguinte, fui para a San Diego State University matar saudades dos tempos que lá passei com estudante no mestrado de tecnologia educacional (82/84). Durante a estada, tive bastante tempo livre. Mas, andava obsecado pela palestra do Steen. Resolvi traduzi-la, sacrificando tempo para passeios. Duas semanas depois, quando voltei para o Brasil, trazia na bagagem o texto da fala do educador dinamarquês em nosso idioma.

Passaram-se alguns anos e resolvi convidar Steen Larsen para falar na Jornada de Tecnologia Educacional, evento promovido pela Secretaria de Educação do Estado de São Paulo e Senac. Ele conquistou os professores paulistas. Tive a sorte e honra de convidá-lo para mais três outras visitas ao Brasil. Numa delas, fui testemunha de um encontro histórico entre Steen Larsen e Paulo Freire.

Esta é uma foto do memorável encontro de Freire e Larsen, na biblioteca da casa do primeiro. Entre os dois, estou eu, maravilhado e atento. A conversa de duas horas foi uma lição inesquecível.

Conto todas as histórias acima registradas para dizer que o texto da palestra de Steen no distante 1988 continua muito atual. Por isso, resolvi publicá-lo ali em Páginas: 038. Palestra de Steen Larsen. Recomendo leitura para todas as pessoas que queiram conhecer uma reflexão poderosa sobre tecnologia, conhecimento e informação.

Bossa Nova No Japão

março 24, 2010

Faço uma pausa sobre assuntos relativos a blogs, filosofia e tecnologia educacional. Hora do recreio. Ou hora de apontar para eventos culturais dentro deste Boteco. E nada melhor para isso que música.

Outra coisa: nessa hora de recreio e música, cumpro promessa de prestigiar a Fundação Japão. Segue aqui mais uma notícia a respeito de promoção da casa cultural do pais do sol nascente.

Gente que mora em Sampa pode aproveitar. Entre esses moradores, destaco a Margarete, encarregada de comparecer e depois dizer, lá no blog dela, o que rolou.

Cozinha budista

março 22, 2010

Costumo receber informações de programas desenvolvidos pela Fundação Japão. Não posso comparecer na maior parte do eventos promovidos pela organização; mas, passarei a divulgar algumas das realizações de meus amigos nipônicos. Segue informe sobre uma das promoções da Fundação.

O perigo de uma só história

março 17, 2010

Minha amiga Carmé Barba, via Twitter, observa que a fala de Chimamanda Adichie, escritora nigeriana, no TED é indispensável.  E sugestão da Carmé é um must.

Gente que sabe uma única história quase sempre conhece apenas a pior versão dos fatos. Vale a pena ver e escutar a lindíssima fala da também linda escritora da Nigéria. O inglês dela tem muita beleza (ótimo para quem quer praticar listening and comprehension). Mas, repare, há legenda em português. Para tanto, clique, na parte de baixo do VT, em View subtitles, e escolha Portuguese (Brazil).