Blog, conversa e vida pessoal

Em regulamentos para julgar blogs candidatos a prêmios, geralmente há normas que sugerem eliminação de diários eletrônicos que não mantenham certa linha “editorial”. Uma das sugestões mais frequentes nessse sentido é a de que blogs dedicados a determinado assunto (educação, tecnologia, arte etc.) não devem ter posts sobre aspectos da vida pessoal de seus autores.

Discordo inteiramente da orientação acima descrita, pois ela parece ignorar a natureza dos blogs. Estes são um local de conversa, não uma alternativa para publicação de ensaios, artigos, reportagens e assemelhados. Esses formatos eliminam a conversa e convertem os blogs em meros substitutos de publicações regidas por normas da cultura tipográfica.

Por causa de sua natureza conversacional, os blogs exigem uma “redação” diferente daquela que aprendemos para utilizar o papel como meio comunicativo. Não sigo em frente com comentários sobre isso por falta de tempo e espaço.

Além da questão da linguagem, blogs exigem uma outra coisa: precisam ser um espaço muito pessoal. Ou seja, precisam ser um espaço no qual o autor mostre sua cara. E uma das formas de mostrar a cara é falar de quando em vez de assuntos que nada tem a ver com o tema ou foco blog. Aprendi isso em comentários da Miriam e da Suzana. Há tempos, de maneiras um pouco diferentes, ambas chamaram atenção para um sentimento que leitores de blog têm, o sentimento de que o autor é um amigo cuja vida pessoal importa.

De autores de blogs que leio quero saber sempre algumas coisas: pra que time torcem, como são os filhos, de onde vieram, como vêem certas situações políticas etc. Não espero comunicações pessoais muito constantes. Mas, espero algumas conversas que mostrem faces das pessoas que falam de educação, tecnologia, arte, literatura ou outro assunto qualquer. Lilia Efimova, pesquisadora rigorosa dos blogs como ferramenta comunicativa, eventualmente fala de A, seu filho, de visita de sua mãe, de dúvidas sobre seu trabalho, de expectativas de carreira. E o tema central do espaço da Lilia é a natureza dos blogs. Ela não deixa, porém, de inserir, entre mensagens de muito apuro acadêmico, fiapos de conversa sobre sua vida pessoal. Seus leitores, sentem por isso, que estão falando com uma amiga.

Faço todos esses registros não para justificar eventuais notas pessoais que aparecem neste Boteco, mas para indicar uma das características que, a meu ver, são próprias dos blogs.  E isso cabe bem num espaço que se propõe a produzir “ensaios sobre blogs em educação”.

Anúncios

6 Respostas to “Blog, conversa e vida pessoal”

  1. Fátima Campilho Says:

    É isso mesmo, Jarbas.
    Agradeço este post. Pena que não possa, pelo menos por enquanto, soltar o verbo! Até perdi o hábito dos meus tempos de sindicato!
    Acho que alguns pensam que perdi o fio no meu blog. Não é nada disso. É falta de tempo mesmo para falar dos livros que tenho lido. Então, vou divulgando e repassando aquilo que descubro sem muitos comentários.
    Abraços

  2. Sintian Says:

    Olá professor Jarbas

    Tenho que registrar que aprendi (a algum tempo) com a Su que um blogue tem que ter “corpo e alma”. Por isso me sinto muito a vontade de publicar o que vivo e ir mudando o foco das postagens… O Bloguinfo tem registrado bem todas as mudanças na minha vida!

    Além disso, percebo nas oficinas e cursos de formação de professores que a intimidade que criamos com os autores dos blogues e com nossos leitores passa “segurança” para os cursistas. Acredito que essas relações tornam o ambiente virtual mais ‘hospitaleiro’ àqueles que não estão acostumados com as interações que estabelecemos nessas conversações. Quando falo do professor Jarbas, por exemplo, as pessoas quase acreditam que nos conhecemos pessoalmente! E olha que sou apenas uma frequentadora fiel desse Boteca heheheh

    É sempre uma alegria refletir sobre as ideias apresentadas por aqui…
    Grande abraço
    Sintian

  3. Lilian Starobinas Says:

    Apoiado, muito bem! Interessante pensarmos na blogagem como gênero do discurso – cabem nela, nesse caso, flexibilidades que talvez não coubessem em outros gêneros. Comentei algo sobre isso num post sobre o Saramago blogueiro, que traz a seus leitores contribuições de um tipo diferente daquela do Saramago escritor. Por outro lado, o blog é um veículo da Rede, e criar redes nesse universo de mediação tecnológica, me parece, demanda criar alguns vínculos que tornam-se mais fácil quando mostramos a nossa humanidade.
    abços
    Lilian

  4. Romilda Says:

    Olá Jarbas!

    Li algumas idéias suas e confesso que aprendi muito, porque tudo que se refere a educação é sempre bem vindo.

    Abraços.

  5. Blog Gestão da Produção Industrial » Blog Archive Says:

    […] Link: https://jarbas.wordpress.com/2009/09/27/blog-conversa-e-vida-pessoal/ […]

  6. Julia Says:

    Olá Jardas, achei interessante algumas consideraçoes suas quando cita a Internet, e suas vantagens… Ser pesquisador e professor não é facil, exige dedicação estudo…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: