Arquitetura e educação: uma frase

arquitetura marioEncontrei a frase acima no Mario, um blog canadense. Ela serve como luva em nossas conversas sobre arquitetura e educação. Meu francês não é lá grande coisa, mas tento uma tradução livre.

“A PASSAGEM DA “SOCIEDADE DO CONHECIMENTO” PARA UMA “SOCIEDADE DE  CONHECEDORES” VAI ACONTECER NA HORA EM QUE AS ESCOLAS DEIXAREM DE ERIGIR MUROS E COMEÇAREM A ABRIR JANELAS.

Anúncios

7 Respostas to “Arquitetura e educação: uma frase”

  1. Doralice Araújo Says:

    Janelas é o começo, Jarbas, mas depois as portas, porque ler e escrever e descobrir sentidos para tudo que a escola compartilha com as crianças e os jovens é o desejo maior, pelo menos de quem faz da vida uma esperança de vida melhor para todos. Um abraço, meu amigo. Obrigada pelo incentivo à postagem sobre arquitetura e educação.

  2. Antonio Morales Says:

    Ótima frase, contudo ouso fazer o seguinte comentário: não estamos em uma “sociedade do conhecimento”. Quando muito, estamos em uma sociedade da informação, podemos conceder.

    Contudo gostei muito do termo “sociedade de conhecedores”. Penso, entretanto, que uma sociedade de conhecedores, seria, de fato, uma “sociedade do conhecimento”.

  3. jarbas Says:

    Oi Morales,

    Ótimo comentário. Conhecimento é sempre capacidade humana de realizar, de entender,de projetar novos mundos, de inventar. Informações guardadas em qualquer mídia não são mesmo conhecimento. Sem intérpretes são “letra morta”. Abraço, Jarbas.

  4. Adriane Says:

    olá…
    novos diálogos: comentei sobre isso lá no meu blog
    http://reflexaodeprofessores.blogspot.com/2009/05/muros-e-janelas-da-escola.html

  5. Michele Schmitz Says:

    Caro Jarbas,
    Vim visitar o Boteco…
    Quanto a frase, realmente já passou da hora da escola abrir suas “janelas”. E penso que de nada adianta abrir algumas janelinhas, deixar um solzinho entrar mas manter as “portas” trancadas para o novo. Ah.. e há tanto que pode entrar na Educação para efetivar práticas de aprendizagens “com sentido”.
    Grande abraço pra ti!

  6. Victor Soficier Says:

    Acho que as causasque deixam a educação frágil vão desde falta de infraestrutura até a política de um país. Pessoalmente, as maiores barreiras que vi e ainda vejo, aqui no Brasil, estão em professores desinformados e ao mesmo tempo ousados – ou seja, não possuem um conhecimento de qualidade, mas querem falar, sem compromisso com a veracidade da informação. É claro que, desse modo, a ciência e tecnologia são, de longe, as mais prejudicadas.

    Gostei da frase, mas diria que, em certos lugares, as janelas deveriam ser abertas para que o íntimo da instituição pudesse ser verificado. Uma janela deve deixar visível tanto o interior quanto o exterior, e isso é para os corajosos.

    Abração, Professor!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: