Criança e espaço para brincar

Começo a conversa com um trecho de João e Maria, música de Sivuca e letra de Chico Buarque.

Agora eu era o herói
E o meu cavalo só falava inglês
A noiva do cowboy
Era você além das outras três
Eu enfrentava os batalhões
Os alemães e seus canhões
Guardava o meu bodoque
E ensaiava o rock para as matinês

Onde estariam alemães, canhões, batalhões, herói, cowboy, noiva e outras três nesta história? A resposta é fácil: no lugar que a imaginação da criança quisesse colocá-los. Crianças brincam em qualquer lugar [a não ser que os adultos não deixem].

Antes de seguir em frente, para benefício de quem não conhece a bela canção de Sivuca e Chico, segue aqui vídeo do Youtube.

Mudo de referência. O que segue é um desenho de Frato (Francesco Tonucci),  grande educador italiano.

frato-cavalo

A decisão do adulto de imaginar pela criança acaba fazendo o que Frato mostra de modo sintético e definitivo na charge acima. Há um outro desenho mais expressivo, de Tonucci, que não encontrei na Web. Trata-se de uma charge na qual crianças mandam a seguinte mensagem:

senhor prefeito, não queremos escorregadores e gangorras, queremos a cidade.

Para as crianças, todos os espaços são espaços de vida, de brincadeira. Uma vez que aceitamos isso, a idéia de playground, espaço para brincar, fica muito estranha. Uma crítica bem fundada sobre playgrounds é feita por Mark Dudek em Children’s Space. O autor mostra que os atuais parques infantis limitam a imaginação infantil e, além disso, consagram como verdade o engano de que é preciso ter um “lugar para brincar”.

Termino minhas observações sobre o tema com algumas afirmações que podem ser pontos de partida para boas discussões:

  • Todo espaço público é propriedade comunal; é portanto, um espaço onde as crianças podem brincar.
  • A cidade deve ser espaço de convivência; por isso, ruas, praças, terrenos baldios são lugares  nos quais as crianças podem brincar.
  • Brinquedos prontos, imaginados por adultos, acabam com os sonhos infantis.

O que registrei aqui é mais lenha para o tema que eu gostaria de ver estudado na academia, cursos de pedagogia, cursos de licenciatura: arquitetura e educação.

***

Há uma versão imperdível de João e Maria, cantada por Chico e Nara Leão. Quem não a conhece ou que dela quer se recordar pode ouvi-la a partir do link abaixo.

Joao-e-Maria-Chico-Buarque

Anúncios

6 Respostas to “Criança e espaço para brincar”

  1. miriam Says:

    Professor, fiz um curso onde foi trabalhada a análise desta letra de Sivuca e Chico Buarque. O menino que antes brincava com Maria de faz de conta ( ora era um heroi, ora era um camboi, como o cinema na época retrava os herois), hoje esta preso pela ditadura e a Maria já havia sido presa e provavelmente morta.
    Não sei se realmente tem algum fundamento, mas parece que sim.
    Um abraço, Miriam

  2. jarbas Says:

    Oi Miriam,

    Bom ter você aqui no Boteco. A versão politizada da letra do Chico aparentemente não tem fundamento. No VT que coloquei no post, o próprio autor diz que a a origem do poema foi uma conversa de crianças que ele entreouviu. Só isso. Abraço grande, Jarbas.

  3. Fique por dentro Criança » Blog Archive » Criança e espaço para brincar « Boteco Escola Says:

    […] Crianças brincam em qualquer lugar [a não ser que os adultos não … fique por dentro clique aqui. Fonte: […]

  4. Rejane Says:

    Acredito que brincar é coisa muito séria. Compartilho da idéia de que os brinquedos (e brincadeiras) prontos, pensados pelos adultos, podem acabar com os sonhos das crianças e (que pena!) limitar a criatividade. Sou professora de música para crianças e adolescentes, numa escola especial de Porto Alegre e tenho uma preocupação muito grande com o assunto. Gostei muito do blog. Um abraço, Rejane

  5. jarbas Says:

    Oi Rejane,

    Obrigado pela visita. Se tiver um tempinho, dê uma olhada na resenha que escrevi para o livro A Well-Tempered Mind, obra que narra uma experiência muito bonita de educação musical. Você pode encontrar referência de como chegar ao texto que escrevi no post

    https://jarbas.wordpress.com/2009/03/31/musica-na-escolauma-mente-bem-temperada/

    E se atender a este meu convite, gostaria também que você comentasse a resenha que fiz. Outra coisa. Já que música é sua praia, sugiro leitura de revista de música e educação editada por uma ciberamiga de Espanha. Trata-se de periódico digital que pode ser lido em

    http://www.webdemusica.org/sonograma/num_02/index.html

    Abraço, Jarbas.

  6. T Says:

    olá, comentei no twitter sobre este seu artigo, muito bom.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: