PPT e Síndrome Dilma

luna-rosa1

Diz-se que os políticos sentem um pavor antecipado quando recebem convite para  exposições da ministra Dilma Roussef sobre o PAC. Isso nada tem a ver com o assunto. Na vida política as pessoas não podem escolher temas. Os políticos, por isso, frequentam todas as praias com bastante desenvoltura. O motivo do pavor é outro. Ninguém suporta falas da Dilma ilustradas por numerosos eslaides de PowerPoint.

Nunca vi a Dilma palestrar com um produto ppt. Mas, tenho cá minhas desconfianças para o pavor que acomete os políticos. A ministra deve achar que basta produzir um bom número de lâminas em PowerPoint para suas palestras se tornarem falas atraentes. Desconfio que tais lâminas ficam abarrotadas de textos, gráficos e dados que são lidos pela expositora num tom professoral. Coisa para chatear até os mais fiéis aliados.

Não estou escrevendo este post para malhar a Dilma politicamente. Uso as informações sobre suas palestras para uma necessária conversa no campo das tecnologias educacionais. No mundo da educação, escolas, ONG’s e empresas, há muitas palestras, apoiadas por PowerPoint, que são exemplos acabados daquilo que passo a chamar de Síndrome Dilma.

Sinto o mesmo pavor que os políticos convidados para palestras da ministra quando em congressos, simpósios e encontros alguém anuncia a onipresente apresentação em ppt. Quase certamente irei ver montes de eslaides com muito texto, imagens inadequadas, efeitos especiais sem propósito, acompanhadas por uma fala monótona, sem ritmo, sem alma, sem humor. Pura chateação, travestida de modernismo pseudo-tecnológico.

Essa gente que sofre de Síndrome Dilma tem que aprender algumas coisinhas básicas em termos de tecnologia educacional. Elenco aqui algumas delas.

  • Tecnologia é resultado da integração de duas coisas: ferramenta e imaginação; as melhores ferramentas do mundo, sem imaginação, nada produzem de interessante.
  • Virtuosismos de engenharia não são tecnologia; para merecerem o nome de tecnologia eles precisam ter sentido de uso, significado no âmbito da vida.
  • Mesmo que contenham letras, projeções na tela são, ontologicamente, imagens. Como tal devem sensibilizar a visão. A fala do expositor no caso deve ocupar o canal sonoro, integrando-se com as imagens de modo que a conversa ganhe ritmo, beleza, interesse. A fala não deve ser uma insistência sobre aquilo que as pessoas já estão vendo na imagem, mas informação que enriqueça o olhar.
  • Imagens devem despertar curiosidade, sugerir voos de imaginação. Dados, gráficos, termos técnicos e quejandos não são imagens. Palavras que introduzem metáforas, que sugerem paradoxos, que tem um quê de ironia, que despertam paixão são imagéticas.
  • Lâminas de PowerPoint ou qualquer outro produto para projeção iluminada tem muito de arte, não são meros produtos de boa engenharia.
  • Uma coleção de eslaides em ppt, mesmo que produzidos comme il faut, não tornam mais interessantes falares pouco atrativos.

Insisto num ponto. Tecnologia é ferramenta+imaginação. O primeiro elemento sem o segundo pode até produzir efeitos admiráveis de engenharia, mas não salva comunicações medíocres. Já o segundo, se rico e criativo, torna a comunicação interessante mesmo que o primeiro não seja equipamento sofisticado.

Acho que cabe uma campanha para evitar a Síndrome Dilma. Uma das palavras de ordem de tal campanha seria: não use ppt sem imaginação.

Anúncios

6 Respostas to “PPT e Síndrome Dilma”

  1. Kelly Says:

    Oi Jarbas, tudo bem?

    sou amiga da Tais. Vi esse material no blog do TAS e achei que pudesse te interessar.

    um abs,

    Para entender a era digital

    Próxima quinta, dia 19, se realiza em São Paulo, encontro promovido pelo Instituto Vivo: “A Sociedade em Rede e a Educação”. Depois de tantas “bolhas” oportunidas no mundo dos negócios, parece que as empresas começam a baixar a guarda e mostrar alguma humildade para tentando entender a tal era digital de uma forma mais consistente. É animador ver iniciativas como essa que buscam olhar para as mudanças pelo viés da Educação. Estou dentro.

    É um encontro aberto a todos interessados no tema. Vou participar na primeira parte da manhã, no painel que abre o dia, com George Siemens (via videoconferência), Augusto de Franco, Luli Radfahrer e José Pacheco. Ainda existem vagas disponíveis, a inscrição é gratuita. Mais informações e inscrições, aqui.

    Para quem não puder ir, vai ter transmissão, procure info no site.

  2. Elaine Says:

    Boa, excelente exposição. Parabéns. Posso copiar, colocar no blog e repassar os créditos????

  3. jarbas Says:

    OK, Elaine.

    Permissão concedida. Aliás será umas honra ter meu texto sobre pobreza em pps divulgado em seu blog. Abraço grade, Jarbas.

  4. Carlos Seabra Says:

    Jarbas, olha este post no blog do Ximenes, citando você:

    http://aprendizagemmediadaportecnologia.blogspot.com

  5. jarbas Says:

    Oi Seabra,

    Obrigado pela notícia. Deixarei comentário sobre a nota que o Ximenes fez citando este post.

    Repare que cometi grave erro. O post original falava em PPS. Talvez eu tenha me deixado influenciar por siglas políticas quando utilizei a Dilma como referência. O correto, claro, é PPT. Acabo de operara devida correção.

    Abraço, Jarbas.

  6. Carlos Seabra Says:

    Na verdade, embora PPS possa ser confundido com um partido político (ainda mais em um post com o nome da Dilma), PowerPonit tem tanto as siglas PPS quanto PPT.

    PPT é o arquivo editável do PowerPonit enquanto que PPS é o arquivo executável, que se clicado inicia automaticamente sua exibição.

    Quem sabe daqui a pouco não surja um novo partido com a sigla PPT? Hehehe!

    Mas pensando em outras ferramentas de produção de apresentações para além do PowerPoint, tal como o OpenOffice ou o GoogleDocs, talvez fosse o caso de usar uma designação mais genérica que as incorporasse.

    [s]
    Carlos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: