Pedagogia do Oprimido

A biblioteca virtual da Unicamp, faz algum tempo, digitalizou uma das grandes obras de Paulo Freire, Pedagogia do Oprimido. O livro, cuja versão integral pode ser acessada via internet, é cópia da 23ª reimpressão de edição publicada pela editora Paz e Terra em 1970. Para acessar esse importante trabalho do nosso educador maior clique aqui.

Há, é claro, muitas referências sobre a Pedagogia do Oprimido. Uma delas é este vídeo colocado no Youtube.

******

Atualização

Escrevi este post em junho de 2008. Na ocasião, a biblioteca da Faculdade de Educação da Unicamp estava disponibilizando uma versão eletrônica de Pedagogia do Oprimido, de Paulo Freire.

Muita gente esteve neste Boteco e daqui pôde acessar a obra fundamental de nosso educador maior. Isto não é mais possível.  Pedagogia do Oprimido saiu do ar.  Provavelmente herdeiros de Freire reclamaram direitos autorais (ou será que foi o Moacir Gadotti?). Uma pena! Nos termos de antiga lei inglesa (sempre contestada por herdeiros ou editoras), quatorze anos de propriedade intelectual -renováveis por igual período uma única vez – é um tempo mais que justo (cf. Danton, Robert. Google & the Future of Books, in NYRB, 12-25 de fev, 2009, p. 9-11). Depois disso as produções intelectuais deveriam converter-se em bens de domínio público.

Jarbas, 23/03/2009

Anúncios

12 Respostas to “Pedagogia do Oprimido”

  1. Boteco Escola « Escola de Ser - Dicas da/na Internet… Says:

    […] Pedagogia do Oprimido […]

  2. Página Inicial: atualizações a cada 15 dias « Portal Escola de Ser Says:

    […] Aproveitamos para apontar aqui uma dica incrível que ele nos deixa: Pedagogia do Oprimido […]

  3. ana granado Says:

    Oi professor. maravilhoso esse video do Paulo Freire. sabe que eu sou fã dele. Descobri outros trabalhos e videos sobre ele no site indicado. só não decobri ainda como transportá-lo para o meus videos favoritos. um grande abraço .

  4. jarbas Says:

    Oi Ana,
    Muito bom lhe ver por aqui de novo. Espero que a vida pós faculdade esteja sendo muitíssimo boa, pessoal e profissionalmente. Pois é, no Youtube há muita coisa interessante sobre Paulo Freire. Creio que tempos atrás postei nota sobre um vídeo de alfabetização de adultos de um grupo que usava o método do nosso mestre maior. No material havia entrevista com uma mulher muito simples. Fiquei emocionado com resposta que ela deu para a pergunta “por que você quer aprender a escrever?”. Resposta daquela mulher madura e sofrida: “o que mais quero é poder escrever o nome do meu amor”. Tem motivo melhor para o aprender?
    Não suma do pedaço. Sempre há um mesa de lugar bom neste Boteco para você. Abraço grande, Jarbas.

  5. ana granado Says:

    oi! Professor. Realmente poder escrever o nome do amado deve ser muito bom. Nós alfabetizados, muitas vezes não nos damos conta das dificuldades enfrentadas por aqueles que ainda vivem no alfabetismo. E pode parecer que não, mas existem muitos nesta condição. Eu já trabalhei muito como alfabetizadora e sempre achei muito gratificante. Já deparei com pessoas que sonhavam em fazer uma leitura biblíca, copiar receitas da Ana Maria Braga , ajudar seus filhos nas lições, ou simplesmente assinar o seu nome. Trabalhar nesta modalidade de ensino é muito gratificante, pois eles querem realmente aprender. Estou procurando trabalho nesta área, mas ainda não consegui. Atualmente estou trabalhando na secretaria de uma escola e estudando para prestar concurso na área publica. Espero ainda contribuir um pouco para melhorar a educação neste país. Quanto a escrever o nome do amado.. Sabia que este era um dos maiores motivos pelos quais os pais proibiam as filhas de serem alfabetizadas. Palavras delas; (analfabetas) “aprender ler e escrever pra que, pra ficar escrevendo cartas para os namorados”????

  6. rogerio leal de sousa Says:

    manda um resumo critico para mim por favorr.

  7. jarbas Says:

    Caro Rogério,

    Falta-me tempo para fazer um resumo crítico. Além disso, acho que a obra de mestre Paulo Freire merece ser lida integralmente. Mergulhe nela e,se achar adequado, faça um resumo crítico para incentivar outras pessoas a coneghecerem nosso educador maior. Abraço, Jarbas.

  8. PLACIDA COSME Says:

    O que preciso fazer para poder ler o livro “A Pedagogia do Oprimido” pela internet no sitio de voces? Tenho que me cadastrar? Como? Onde?
    Por favor me mande resposta pois preciso muito ler este livro.
    Muiti agradecida, Plácida Cosme – Cuiabá/MT

  9. PLACIDA COSME Says:

    O que devo entender por agaurdando moderação?

  10. jarbas Says:

    Cara Plácida,

    Infelizmente a Biblioteca Virtual da Faculdade de Educação da UNICAMP parece ter retirado da Web versão eletrônica de Pedagogia do Oprimido. Verifiquei minhas fontes e vi que no momento o acesso à obra está bloqueado.

    Abraço, Jarbas.

  11. Suely Says:

    Oi, professor Jarbas!!!

    Há alguns dias, a Suzana Gutierrez divulgou, no Blogs_educativos, um link muito legal, em que está disponível muito da obra de Paulo Freire – a Biblioteca da Floresta:

    http://www.ac.gov.br/bibliotecadafloresta/biblioteca/index.php?option=com_content&task=view&id=638&Itemid=128

    Há A Pedagogia do Oprimido!

    Abraços!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: