Gente e Tecnologia

Aqui está mais uma preciosidade encontrável no Youtube. Trata-se de documentário sobre Donald Norman, cientista da área das ciências do conhecimento. Depois de uma brilhante carreira na Universidade da Califórnia em San Diego, Don resolveu escrever obras acessíveis sobre a relação das novas tecnologias com gente. O livro que o projetou como um cientista capaz de conversar com pessoas comuns sobre o que anda rolando no campo do desenvolvimento tecnológico é The Psychology of Everyday Things.

Em seu livro, Norman mostra que a falta de cuidado com gente nos desenhos de qualquer artefacto – torneira, maçaneta, geladeira ou computador – cria tremendas dificuldades de uso. Quem já viajou para outros países deve ter passado por situação como a de não saber como mudar o fluxo d água de uma torneira da banheira para o chuveiro. Todas as tentativas fracassam em tais casos. E ficamos com a sensação de que nos falta inteligência. Na verdade, o que falta em tais casos é um desenho cujo formato converse com o usuário, tornando evidente como usar o aparelho ou o objeto.

Tudo isso acontece porque os designers ao projetar uma máquina, uma ferramenta, um objeto qualquer deixam de considerar como os seres humanos funcionam. Os amantes da tecnologia acham que a lógica das coisas precisa ser aprendida. Norman argumenta que isso é bobagem. O que é preciso é planejar as coisas de acordo com a lógica das pessoas, com os modos pelos quais gente vê o mundo.

As implicações das idéias de Norman para o planejamento de produção, incluindo o da produção de materiais para educação, são muitas. Elas mudam completamente modos de ver produtos de tecnologia. Infelizmente ainda não chegamos lá. Continuamos a pensar que a lógica das coisas deve dominar o desenho de tudo o que produzimos. E com isso perdemos a oportunidade de humanizar o uso de toda e qualquer tecnologia.

Ali em páginas coloquei a tradução de alguns trechos do livro famoso de Donald Norman. Os trechos traduzidos tinham por finalidade alimentar um papo com meus companheiros do PIE – Programa de Informática e Educação do Senac de São Paulo. Gentes interessadas em conhecer um pouco das idéias do Norman podem dar um pulo lá no número 011 de páginas .

Anúncios

4 Respostas to “Gente e Tecnologia”

  1. Suzana Gutierrez Says:

    Incrível encontrar esta tua postagem justamente quando eu estava pensando sobre esta ‘burrice’ de alguns objetos.

    Eu ganhei de Natal uma cafeteira. Lindona, quase ‘espacial’. Com o uso começaram a aparecer os problemas. Ela tem uma ‘frente’, na qual bem ao centro em cima fica a alça que abre a tampa para trás e, bem ao centro embaixo, o botão de ligar.

    Acontece que do lado direito, invisível para quem olha de frente fica uma canaleta que dá visibilidade ao nível da água. É a única forma de ver o nível da água. (para enxergar é preciso olhar da lateral)

    Como eu sou destra, coloco a agua segurando a jarra na mão direita, pelo lado direito da cafeteira e, deste modo, não consigo olhar o nível ao mesmo tempo em que vou enchendo.

    O jeito é usar a mão esquerda e girar a cafeteira 90 à esquerda.

    pode?

    Considerando que a empresa que desenvolveu o produto já o faz há uns bons anos, era de se esperar alguma competência na coisa 🙂

    abraço!

  2. Lizi Says:

    Respondendo comentário deixado no meu blog…
    Olá professor Jarbas:
    Confesso que surpreendi-me quando recebi o ‘recado’. Pensei quase que instantaneamente quando vi quem assinava: _eu já vi esse nome.
    Corri e peguei o teu livro de cima da escrivaninha. Sim, era o autor do livro.
    Que honra receber um depoimento desses…
    Sobre o livro, na verdade, gostei muito, não foi sacrifício nenhum lê-lo.
    …..
    Pode deixar, assim que acabar meu TCC envio uma cópia para que dê uma olhada, mas desde já não prometo grande coisa não, é algo singelo, paroquialista, voltado para a realidade da universidade local…sem muitas pretenções.
    Obrigada pelo contato.
    grande beijo
    Eliziane

  3. Lizi Says:

    digo…sem muitas pretensões. Tenho uma boa desculpa para o erro crasso: a hora: 3:07 manhã.

    Ótima páscoa.
    Lizi

  4. jarbas Says:

    Alô Su,

    Não sei se conheces bem Norman e sua obra. De qualquer forma, é bom notar que ele, assim como você, é engenheiro. Tempos atrás, para escândalo de muitos pedagogos, eu afirmei que alguns dos melhores educadores que conheço são engenheiros. Além de você, fazem parte da lista o Fróes e o Bernie Dodge. Há outros, mas devido a adiantado da hora, vou deixar as menções para uma outra ocasião.

    Muito bom o seu reparo sobre a cafeteira. Quando a gente entra em contato com as idéias do Norman começa a reparar que inúmeros objetos de nosso dia a dia são feitos de acordo com a lógica das coisas. E essa descoberta pode abrir nossos olhos para cobrarmos desenhos mais humanos para todas essas coisas que chamamos de tecnologias.

    Abraço grande,

    Jarbas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: