The coming of the roads

Postei aí em cima um vídeo do Youtube, com Peter Yarrow cantando The Coming of the Roads. Talvez o leitor queira saber quais são minhas motivações para fazer isso. Explico-me.

Este ano, um amigo, o Zé Kuller, colocou no ar um blog destinado a registrar histórias, referências e lembranças dos anos sessenta. Para tanto criou o Arquivo68. Minhas primeiras contribuições para o Arquivo68 foram musicais. Achei que valia a pena rememorar as músicas engajadas dos anos de sonhos e lutas de minha juventude. Lembrei-me de muitas melodias. E auxiliado pela Web, esse repositário de nossa memória coletiva, descobri muita coisa preciosa que talvez eu não tenha ouvido. Mesmo antes de minhas investigações para o blog do Kuller eu já havia feito levantamentos sobre autores e cantores dos anos sessenta. Em tais levantamentos, descobri Judy Collins, cantate maravilhosa do mais puro folk americano. E a mais bela canção de seu album Judy Collins Live at Newport é The Coming of the Roads.

Desde o ano passado tenho insistido com meus alunos sobre a importância da música na educação. Nas primeiras aulas tento identificar gosto musical de meus estudantes e passo para eles algumas de minhas preferências musicais. Sei que é pouco. A educação musical anda muito marginalizada nos dias de hoje. Muito mais deveria ser feito. E ao pensar nessa minha campanha, The Coming of the Roads começou a aparecer recorrentemente na minha cabeça. Eu gostaria muito de compartilhar a interpretação de Judy Collins, imperdível. Mas não a encontrei na Web. No caminho descobri uma gravação de Peter Yarrow que precisa ser ouvida. Foi gravada ao vivo numa festa que promove a natureza. Recomendo-a a todo mundo que tem sensibilidade e acha que música é uma dimensão importante de humanidade.

Anúncios

6 Respostas to “The coming of the roads”

  1. Marco aurelio Yamamoto Ito Says:

    A música como qualquer outra forma de arte, realmente tem muita importância na educação, não sei se dizer na educação é coerente, acredito que aprendizagem caberia melhor.
    Grande abraço a todos.
    http://www.educultirsao.blogspot.com/

  2. Priscila de Paula, Lic Sexta 17h Says:

    Oi prof… ouvi a musica, vale outra quetão? Talvez não pertinente á música mas às linguagens cotidianas, principalmente ligada as artes, que não são levadas à sala de aula. Como isto poderia ser feito? Boa Semana.

  3. Eduardo Calles (Lic-Sexta) Says:

    Olá,professor Jarbas! Apoio e concordo com a sua campanha.A música é,sem dúvida, também um quesito importante na educação.

  4. Jarbas Says:

    Oi Priscila,

    Você pode explicar melhor essas “linguagens cotidianas”? Você tem razão, a escola precisa de muito mais arte que o pouco ou quase nada hoje ofertado. Abraço, Jarbas.

  5. Juliana Lima (Lic. Sexta) Says:

    Bom dia, Prô!!!
    Aqui no humilde micro do meu serviço não me dá acesso ao link da música… (esse anti-vírus me persegue). Bem, fiquei com “água na boca” de tanta vontade de ouvir… Quem sabe mais tarde no “lab”, o senhor nos deixa ouvir, hein?!?! It’s a sugestion… (nem sei se está correto em inglês, mas você me entendeu).

    Grande abraço,

  6. Felipe Says:

    Pouco tenho visto em ambientes acadêmicos o uso adequado de música como complemento ao aprendizado. Normalmente se adota apenas a letra das canções como material de apoio, sem que se estimulem a intelecção e a interpretação dos mecanismos expressivos sonoros de que os compositores fazem uso. O aprendizado é mais produtivo quando o conceito de arte é sentido, não apenas compreendido.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: