Me ajude em conversa com o povo da PUC

Na próxima segunda (27/08/07), converso com um povo da Faculdade de Matemática, Física e Tecnologia da PUC-SP sobre usos de blogs em educação. O convite é de minha amiga Celina Abar, professora da casa. O grupo é constituído por docentes, alunos e ex-alunos do programa de pós em educação matemática. Entre os participantes sempre há alguém que já foi meu aluno ou aluna na Licenciatura da São Judas ou em cursos de extensão na Escola do Futuro/USP.

Pretendo explorar o conceito de blogs como conversação. Tenho cá minhas idéias do que vem a ser isso, mas leituras na blogosfera estão mostrando que o conceito não é tranquilo como pode parecer à primeira vista. Tenho cá minhas hipóteses para as divergências sobre a matéria, mas não quero adiantá-las. No momento estou interessado em reunir idéias sobre o que falar no encontro com os amigos da PUC. Por isso ando a buscar ajuda. Se você tiver sugestões, deixe-as registradas aqui na forma de comentários. Para não ficar num genérico pedido de sugestões, elenco aqui alguns começos de conversa para a sua contribuição:

  • Exemplo de blog como conversa é a história de um post que escrevi sobre…
  • Depois de publicar meu blog durante X tempo, comecei a perceber que o mesmo inaugurou uma roda de conversa a respeito de…
  • Meu blog me colocou em contato com muita gente que gosta de ……; ou seja, por meio de meu blog ingressei numa comunidade de…
  • Em meu blog tenho oportunidade de conversar de um modo diferente com meus alunos. Exemplifico isso com o seguinte caso…
  • Tentei blogar. A coisa não foi para frente. Não acho que blogs sejam conversação por que…
  • Blogo com certa frequencia, mas não percebo o blogar como conversa. Vejo-o mais como…
  • Meu blog é um texto. Tem alguns leitores, mas definitivamente não tem nada a ver com conversa. minha experiência mostra que blogs são muito mais um(a)…
  • Blogs são uma alternativa para publicações na internet, mas eles não me atraem por que…
  • Quando faço um comentário num blog, sinto que….

Esses começos são apenas sugestões. Interessa mais o que você possa dizer sobre o tema. Sua contribuição poderá me ajudar muito. Poderá também ser “food for thought” para o povo da PUC.

Anúncios

22 Respostas to “Me ajude em conversa com o povo da PUC”

  1. Miriam Salles Says:

    Olá professor!
    No meu blog não acontecem grandes conversações, são poucos os visitantes que deixam comentários… mas conversas acontecem via email e msn com professores que visitaram o blog e querem “trocar figurinhas”. O blog me colocou em contato com outros professores que vivem em outros lugares, inclusive de outros países. O que nunca aconteceu nos sites que eu mantinha originalmente, apesar de ter disponibilizado endereço para contato em todos eles! Às vezes penso que o blog convida o visitante para uma conversa, mas as pessoas ainda têm um certo receio de deixar a conversa registrada e de mostrar para os outros o que pensam. Preferem conversas em particular… Como disse Pierre Lévy no encontro do Educarede: é uma questão cultural e a evolução cultural é lenta… temos que dar o tempo que cada pessoa precisa…
    De qquer forma, sou uma blogueria de carterinha… tenho aprendido muito nos blogs que visito e assino. E sei que tenho ajudado muito gente a utilizar os recursos de informática de uma forma bacana.
    Espero ter contribuido!
    Um abraço

  2. jarbas Says:

    Olá, Miriam,

    Obrigado pela pronta colaboração. Parece-me que tempo e ritmo da conversação em blogs são diferentes de papos que acontecem em outros espaços. Outra coisa, como você observou, o convite para a conversa não gera necessariamente comentários, mas encontros outros que acontecem em ambientes mais confortáveis para os conversantes. Muito interessante sua observação de que a conversa não costuma fluir em sites ou páginas convencionais. Em post ou comentário futuro vou tentar articular tudo isso com a conversa com o povo da PUC. Abraço grande,

    Jarbas

  3. Sergio F. Lima Says:

    Olá Jarbas!

    Embora o exemplo a seguir não seja de um contexto educacional ele exemplifica as blogconversações… Siga este apontador

    Mas o mais imprtante no uso de blogues em contextos educaionais e mudar o paradigma a escola… deixar de seu um lugar de ensino para ser um lugar de aprendizagens colaborativas

    Sucesso lá na palestra!

  4. jarbas Says:

    Olá, Sérgio,

    Obrigado pela colaboração. Não se preocupe com a ausência do adjetivo educacional. Eu acho que os blogues mais educativos são aqueles que não se propõem a sê-lo. Procuram apenas ser bons blogues. E isso basta. Seu exemplo de conversação é muito bom. Vou incluí-lo em exercícios a serem propostos aos participantes. Depois da conversa com o povo da PUC volto ao assunto. reitero meu muito obrigado, Jarbas.

  5. raiosdevivencia Says:

    OLÁ PROFESSOR JARBAS…
    FALAR DE BLOG É ALGO UM POUCO COMPLICADO PARA MIM…RSRSRSR ACABEI DE INGRESSAR REALMENTE NESSA BLOGOSFERA!!!
    NO INÍCIO TIVE UM POUCO DE DIFICULDADE POR NÃO ENTENDER MUITO COMO MONTAR UM E O QUE ERA REALMENTE!!!
    ATUALMENTE ENTENDO UM BLOG COMO UM LOCAL ONDE EU POSSA TROCAR FIGURINHAS, CONHECER PESSOAS NOVAS, “VIAJAR” POR DIFERENTES OPINIÕES, TRATAR DE DIFERENTES ASSUNTOS… ENFIM… CONVERSAR!!!!!

  6. raiosdevivencia Says:

    Oi professor Jarbas,
    Acredito que o BLOG pode ser considerado sim um canal de comunicação. Assim como há comunicação entre um leitor e uma obra. O BLOG é a obra de assuntos diversos, curiosidades, trocas, pesquisas e nada disso é feito só, ainda que ninguém responda, o fato de ter lido e aplicado de alguma maneira em sua vida, já ouve comunicação.
    Gnd abraço!
    Erika

  7. Luana Barbieri Says:

    Olá professor,
    Meu blog me colocou em contato com muita gente que gosta de educação, ou seja, por meio de meu blog ingressei numa comunidade de educadores que também se interessam pelo tema.
    Considero o blog um espaço de convite a comunicação, troca de idéias, experiências e vivências.
    Apesar de não ser uma conversação interativa, pois as pessoas podem demorar para responder um post, é de extrema importância esse feedback.
    Adorei ser uma blogueira, por isso entro diarimente no meu blog para responder aos posts recebidos, fazendo assim um espaço de conversação.

  8. Fabiano Portela Schmidt Says:

    Salve, salve Profo…
    Eu concordo um pouco com a Mirian quando ela comenta a respeito de uma questao cultural, e naturalmente toda evolução é lenta… mas lembre-se que de tempos em tempos ela dá saltos grandissímos.
    Antes de pesquisar sobre o weblog como espaço de conversação, sempre quando alguem falava em blog, fotoblog, etc, eu tinha arrepios… sabe sempre me fazia lembrar algo de diário de meninas que meninos nunca podiam saber, um saco… Para mim blog era coisa de alguém egoista, covarde, que não tinha coragem de mostrar a cara e se escondia atrás de um computador… ufa… isso tá mais pra desabafo que qq outra coisa… mas se até os macacos evoluiram, eu tb pude… a grande mudança veio quando eu comecei a usar o blog, eu agora me via do lado de lá, era eu o cara que tinha alguma coisa a dizer a alguém… como dizia minha vó, pimenta no olho do zotro é refresco… pois é, aprendi por meio do uso que o blog é um espaço de troca, de una buena charla, de conversa… claro que é diferente da conversa olho-no-olho, mas a troca, a gana de responder, a vontade de debater, são parecidas. Hoje eu gosto de blogar, gosto de esperar uma resposta e gosto de falar com quem responder, enfim gosto de conversar pelo blog.

  9. Ir. Maria Says:

    Caro profº gostei da sua ideia de esplarar essa área da informatica, apesar de não está completamente familiarizada com esse tal de blo, mas acredito que no final da história vou sair vitoriosa da frente dessa maquina, pois com suas aulas passei a gostar desse negocio chamado blog. agora minha opinião sobre blog se dá conversação? Com tado certeza agora é preciso gostar muito e buscar se inserir no assunto, mas olhe quero lhe parabenizar pela sua atitude. Te admiro professor pela sua insistência com o mundo da tecnologia. Um grande abraço. Ir. Maria.

  10. Keilla Santiago Says:

    Olá professor Jarbas,

    No início da construção de blog, Anti Bullyng, pensava que seria um ambiente mais pessoal, que não haveriam tantas visitas, comentários, perguntas e dicas. Com o passar do tempo percebi que isso não era verdade, esse blog se tornou um ambiente virtual de conversação e de aprendizagem.
    Conversação pois interagimos virtualmente com várias pessoas, trocamos informações, “ouvimos” o que elas tem a dizer e conseguimos estabelecer diálogos entre leigos e blogueiros.
    Aprendizagem pois nessa interação temos que pesquisar, ir em busca de informações, adquirindo assim novos conhecimentos.

    Esse ambiente está me fazendo crescer socialmente, culturalmente e intelectualmente, por ser uma obra inacabada. Portanto afirmo que os blogs são realmente ambientes de conversação.

    Espero ter ajudado.

    Um grande beijo e abraço.

    Keilla Santiago – 4ºAPGNAS

  11. anaeluciana Says:

    O blog é um espaço que serve para qualquer tipo de conversação. Por meio dele tenho me comunicado com muitas pessoas interressantes e conseguido algumas amizades com caracteristicas e afinidades em comum. Nele posso escrever sobre meu trabalho como professora, publicar trabalhos e experiências vividas com meus alunos ou tratar de assuntos pessoais, o que no caso seria um exercicio de conversção comigo mesma. Posso também conversar com outras pessoas, estimulando-as a expressar suas opiniões sobre um determinado assunto. Como exemplo posso citar a matéria que publicamos a respeito do internetês, um assunto que está sendo muito discutido por vários educadores. Por falar nisso quero pedir que expresse sua opinião á respeito.

    ana granado

  12. Noemi Alcaraz Says:

    Olá prof. Jarbas

    Ao construir o Blog achava que seria apenas um trabalho do curso. Para minha surpresa, recebo mensagens, dúvidas, desabafos e também colaboração daqueles que enviam material para incrementar. Houve uma aproximação com os alunos do Ensino Fundamental que ao participarem do Blog, espantados com o “olhar” dizem: Vc fez isso?
    No Blog há conversas abertas sem medo de identificação, desabafos e pedido ajuda. Além de ser referência para pesquisa.
    É com certeza um espaço de conversa, troca de experiências e possibilidade de manter contato com pessoas muito distantes, que muitas vezes só conhecemos blogando. Isso nos aproximado dos adolescentes.
    Estou adorando.

    Noemi Alcaraz 4APGNAS

  13. Ir. Maria Says:

    Caro profº gostei da sua ideia de explorar essa área da informática, apesar de não está completamente familiarizada com esse tal de blog, mas acredito que no final da história vou sair vitoriosa da frente dessa máquina, pois com suas aulas passei a gostar desse negócio chamado blog. agora minha opinião sobre blog se dá conversação? Com tudo, certeza que agora é preciso gostar muito e buscar se interesse no assunto, mas olhe quero lhe parabenizar pela sua atitude. Te admiro pela sua insistência com o mundo da tecnologia. Um grande abraço. Ir. Maria.

  14. fmaria Says:

    Olá Jarbas,

    Procuro colocar no meu blog assuntos relacionados a Educação no século XXI, por ser algo que me interessa muito. Faço sugestões de leituras, divulgo o que tenho encontrado de interessante para que outras pessoas também se interessem pela questão. Acredito, desta forma, que meu blog não está atendendo ao propósito de conversação, mas é muito bom quando sugem comentários inesperados, aí você percebe que é importante o que está fazendo, alguém está sendo tocado pelo que você escreve.
    No momento estou utilizando o espaço para uma enquete sobre Educação no Século XXI (caso os amigos queiram participar http://fmaria.wordpress.com) que será material para monografia deste ano. Tenho feito contato com alguns educadores e um outro espaço que colocarei no blog será para entrevistas. Portanto, estou utilizando o blog para divulgar o que acredito que possa ajudar as pessoas refletirem sobre suas ações sejam como pais ou educadores.
    Espero que com maiores publicações no meu blog possa aumentar o número de amigos para “quem sabe?” futuras conversas.

    Um abraço,
    Maria Figueiredo

  15. anaeluciana Says:

    Oi Professor Jarbas,
    Quando o assunto blog foi falado em sala de aula parecia mais uma atividade que ´faríamos e terminaria como todas as outras… decidimos os grupos, as pessoas com quem produziriamos e começamos os trabalhos. Eu pensei muito nesse assunto e, digo que sempre gostei de tecnologia, desde o primeiro ano com a atividade do Sherlock, os cursos do senac de ferramentas de tecnologia na educação e agora com o blog. Ao pensar procurei a minha parceira e amiga Ana e propus um assunto: Educação de Jovens e Adultos (assunto do nosso cotidiano). Eu tive muitas idéias, a minha cabeça funcionou a mil, e não tinha tempo para fazer tantas coisas como eu gostaria… até hoje tenho trabalhos para publicar e não tive tempo!
    Eu expliquei para os meus alunos de EJA o que era um blog, que eles ficariam conhecidos e eles amaram , publicaram suas atividades, comentamos muitas situações em sala de aula, atividades extra sala, aulas coletivas, vivências, aprendizagens….(os alunos de Eja têm uma vida restrita e quando socializam seus trabalhos eles se sentem melhores, a auto-estima aumenta quando recebem comentários de alguém que prestigia as produções)
    Além disso, eu e minha amiga publicamos tudo que vemos e achamos significativo e pertinente para um leitor envolvido e interessado como: filmes educativos, lugares legais e educativos, dicas de passeios, postura do corpo, higiene, livros, autores, palestras, formação continuada, pesquisas, apresentações em power point sobre educação, filmes de professores, álbum de fotos dos momentos: alunos e professores, links de pesquisas, sites e blogs entre outras coisas. Publicamos assuntos para todos os tipos de leitores envolvidos com a educação e, acredito que todas as pessoas devem saber e prestar mais atenção, já que é a educação que move um país!
    Tudo isso faz a nossa rede de blogueiros aumentar cada dia, semana e mês… nosso blog esta aumentando significativamente e, isso se deve a muito trabalho de pesquisa, conversas, respostas, propagandas boca a boca, respostas por email e em blogs ao comentário dado, participação dos familiares e professores do curso de pedagogia.
    Milhares de pessoas já entraram no nosso blog procurando os diversos assuntos que abordamos, lógico que os interessados em educação prevalecem. São pessoas de outros estados do Brasil e outros países!!
    Fico feliz em receber comentários e opiniões sobre o blog!
    É por isso que mantenho as minhas pesquisas e, quase todos os dias, publico um assunto novo em um post.
    Eu amei essa ferramenta: BLOG, dá para perceber ao visitar o blog LUZ E VIDA… eu sei agora o que gostaria de trabalhar com toda a minha dedicação e carinho pois fico madrugadas para inovar e trazer sempre um assunto interessante para o leitor!
    Sinceramente, eu fico satisfeita com o meu trabalho como educadora e blogueira.
    Ah, estou sentindo a sua falta no nosso blog LUZ E VIDA: http://anaeluciana.wordpress.com
    Eu e a amiga Maria Figueiredo estamos desenvolvendo uma enquete para a monografia: Educação no século XXI, contamos com a sua presença e divuldação para o enriquecimento do nosso projeto!
    O endereço é: http://fmaria.wordpress.com , no blog LUZ e VIDA também há um link para o blog…
    Abraço!
    Luciana Raspa.

  16. Ed Says:

    Olá Jarbas! Tudo bom?

    Do meu ponto de vista hoje os blogues são ferramentas e meios de comunicação para muita gente como eu, por exemplo. Comecei blogar com 16 anos e desde então estou no meu 3º blogue.
    Eu escrevo por prazer e não por obrigação e o que me motiva a continuar é essa intereção e o aprendizado, não só pessoal, mas de modo geral. Há todos os tipos de blogues que falam dos mais diversos assuntos, basta procurar.

    Com o blogue é possível não só obter informações, mas transmiti-las e nessa troca adquirar experiência e fazer novas amizades. Se fulano está na islândia e fala sobre sua vida como cidadão islandês no seu blogue, com certeza haverá alguém que vai ler e aprender e se for blogueiro, ou não, vai falar do que aprendeu, ou seja, mais informação para outras pessoas.

    Acho que você pode abordar o tema blogue fazendo com que os alunos o percebam como ferramento de aprendizado e que pode pode servir como ferramento de pesquisa também, pois com certeza há vários blogues de alunos que podem ter as memsas dúvidas, opiniões e dicas que nós estudantes temos, além de poder trocas idéis e experiências o blogue pode abordar o tema física, por exemplo, de um mode mais divertido e descolado. Enfim, cada um tem um conceito de blogue e cada blogue tem sua peculiaridade.

    Espero que a minha opinião te sirva para alguma coisa e sorte com o tema quando for falar do assunto com os alunos da PUC-SP.

    Um braço,

    PS.: Fiz meu primeiro ano de faculdade na Universidade São Judas Tadeu, você dá aula lá?

  17. Fabiano Caruso Says:

    Saudações Jarbas.

    A melhor definição sobre o sentido das conversações através dos blogs encontrei no trabalho do Weinberger, em que ele compara a diferença entre a busca de conhecimento e a busca de compreensão. Publiquei uma passagem aqui: http://fabianocaruso.com/biblioteca-social/a-melhor-definicao-sobre-o-sentido-das-conversacoes/

    Provavelmente você já conhecia. Mas de qualquer forma aproveito para compartilhar.

  18. Fátima Says:

    Oi, Jarbas
    Às vezes fico pensando que blog está mais para monólogo. Se diário é uma conversa consigo mesmo, porque resolvemos entregar a chave para que os outros participem até das nossas preferências?
    Não entrei ainda no laboratório da escola, nem vi alguém por lá… Ainda não tem Internet. Portanto trabalhar blogs com alunos, nem pensar!
    Veja “meus outros blogs”. NÃO FAÇO MAIS!!! Embora tenha ficado bom e dado prazer. Trabalho é isso: PRAZER! Participar do Simpósio Internacional de Contadores de Histórias mudou minha vida!
    A verdade é que não temos muito tempo para visitar os amigos, por falar nisso, faz tempo que não recebo o seu comentário. As respostas que buscamos são semelhantes, mesmo trilhando caminhos diversos e virtuais.
    Procurei saber na SME como poderia participar do congresso em Floripa. Tarde demais, precisava de três meses de antecedência.
    De uma coisa tenho certeza, blogar ampliou minhas possibilidades, um mundo novo surgiu nesse espaço virtual. Confirmei minha esperança no ser humano pois ele é naturalmente bom e solidário.
    Penso que respondi às suas perguntas.
    Abraços.

  19. Fabiano Portela Schmidt Says:

    Salve Profo…
    Quero agradecer o convite e a oportunidade de estar junto com o senhor la na Faculdade de Educação Matemática da PUC. Foi uma boa oportunidade de ter contato com outros pesquisadores e cientistas. Deixa eu comentar algo sobre isso. Quando o senhor deu o exercício de continuar a redação sobre a Etiópia tinha uma mulher ao meu lado que fez o seguinte comentário. “Nossa como é difícil isso pra gente que só mexe com números”. A frase cheia de sentimentos dela, mas desprovida de intencinalidades me fez pensar em algo que o senhor já tinha falado antes. Precisamos ter contato com outras pessoas de outros cursos e de outras disciplinas. Muitas vezes o que parece fácil para nós da Pedagogia é dificil para alguém da Matemática, assim como foi pra mim quando falou-se de polinôminios, “a” não como fonema, mas com valor… nossa eu não sei nem somar dois mais dois. Valeu pela oportunidade e pelas dicas…

  20. Elisa Kerr Says:

    Olá Jarbas,

    Sei que blog é lugar de conversação, mas isso não acontece com freqüência meu blog, por enquanto. Visito muitos outros blogs e já percebi que não sou a única. O que vejo são elogios pessoais ao autor ou a matéria, mas não uma conversação. Particularmente, uso muito para complementar o que não é possível em sala de aula. A maior necessidade, no momento, de meus alunos não é bate papo e sim ter as informações corretas para pesquisa. Na minha área essas informações ficam bem guardadinhas com os profissionais. Estou transformando o blog num ambiente gostoso e variável de informações fidedignas para as pessoas que querem conhecer algumas técnicas de encadernação e na área de papel. Isso tem sido mais importante no momento. O gostoso do blog é isso, você pode transformá-lo quando quiser. Hora técnico, hora bate papo, ou um mixe dos dois. Por ser versátil, ele vai se moldando de acorda com a necessidade do autor, sem descaracterizá-lo. Pra mim o importante agora é que estou oferecendo um material bom para pesquisa e recebendo visitas importantes que permitam que eu possa conscientizá-los da importância da conservação da memória e também para divulgação da importância da ARTE na educação. Tenho matéria que foi escrita para esclarecer visitantes. Só por isso já me valeu o blog.

  21. Márcia Frota Says:

    Olá prof Jarbas!
    Veja, quanto mais navego pelo mundo dos blogs, mais aprendo. Quando mais aprendo, mais vontade de blogar e divulgar esta ferramenta para professores e alunos. Não será necessario dizer muito sobre o papel dos blogs no processo de comunicação. Penso que, só o fato da facil comunicação entre os pares na rede, favoreça o aprendizado da escrita. A Miria fala da cultura da escrita, eu concordo. Na realidade qualquer novidade na educação e processo de cultura. Acredito que os blogs faram difereça na educação. É questão de tempo…mas o que é o tempo na educação? Valeu, vale apena visitar seu blog.
    Um grande abraço.

  22. Rosana Says:

    Oi Profº Jarbas

    Parabéns, pelo Blog, este tipo de trabalho favorece a aprendizagem dos alunos, de professores e todos os leitores, se apropriam de inumeros conhecimentos.

    Rosana

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: