Bar do Zé chega ao fim

Recebi informe de minha amiga Lili (Liliana Penna) dizendo que o Bar do Zé foi vendido. Chega ao fim uma aventura de 46 ou mais anos. Fará companhia ao Riviera, ao Sem Nome, ao Viena, á Leiteria Paulista e tantos outros botecos que ofereciam espaço para grandes papos, comida honesta, ceva bem gelada, cachaça às vezes boa, companhia sempre de qualidade, donos que se tornavam amigos, chapeiros artistas, etc. Sai da praça o melhor sambuba de pernil da Paulicéia. E quase certamente o misto quente mais caprichado. Quem degustou jamais esquecerá. Quem não degustou tem um menos na vida. Lili me indicou um blog que em mensagem de 28/05 notícia o péssimo acontecimento. Para quem quiser saber mais, vale a pena dar uma chegadinha no Par de Vaso.

4 Respostas to “Bar do Zé chega ao fim”

  1. Antonio Morales Says:

    Puxa vida, gente! É mesmo uma triste notícia! O pessoal lá do Par de Vaso está sugerindo que se marque um dia e horário para ir todo mundo lá de preto. Acho uma boa idéia para marcar o fechamento de uma era!

  2. jarbas Says:

    Pois é… Lá se vai mais um. Os velhos botecos estão morrendo. Triste. E com eles vai se embora muita história da boemia. Tudo bem, isso é vida. Mas não precisava converter velhos botecos em quilões. Isso é falta de respeito. Nos quilões da vida o atendimento é impessoal. A comida é prima dos bandeijões. O papo é raro e pobre. As doses de ceva e cachaça estão reduzidas à abertura de apetite. Nada inebriante ou embriagante, Apenas atendimento rápido a necessidades básicas. Um tédio. Alguém deveria tomar a iniciativa de tombar os velhos e bons botecos. E, para a coisa funcionar, criar uma academia de imortais frequentadores. Vamos lá minha gente: salvemos os espaços públicos da boa conversa. Jarbas.

  3. anaeluciana Says:

    Infelizmente, as coisas melhores da vida duram pouco!! Eu não frequentei esse lugar, mas acredito que as pessoas que frequentaram nunca esquecerão dos momentos que viveram nesse ambiente…

  4. uaíma Says:

    Prezado Jarbas,
    vim à tua Casa – melhor: Boteco Escola – de onde saio devidamente estabilizado para as contendas e alegrias cotidiárias. Deixo-te aqui meus cumprimentos pela leveza, pelo chão nada assoreado, enfim, pelo que tem de ancho essa Página.
    Abraços.
    Darlan

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: