200. Trabalho e arte: referências

Para aprofundar estudo sobre o tema Trabalho É Arte, comecei a reunir referências sobre o assunto. As primeiras referências que estou reunindo est!ão voltadas à profissão de manicure. Motivo: vi, em observações que fiz para minha investigação sobre valores em EPT uma professora de manicure, Jhosy, no SENAC de Mato Grosso, celebrando o trabalho, celebrando a arte de fazer unhas bem feitas.

Minha primeira nota vem do Centro de Estudos do Trabalho da UCLA:

Trabalho das manicures nos EUA.

Artigo em revista de direito:

Unpretty Nails: Addressing Workers Rights Violation within the Vietnamese Nail Salon Industry.

Tese sobre trabalho de manicure:

Fazendo a vida fazendo unhas

Uma análise sociológica do trabalho de manicure

Matéria do NPR sobre o vídeo acima

Em propaganda de uma escola de formação profissional, manicure é definida como arte de embelezar unhas de mãos e pés.

Em The Mind at Work, Mike Rose escreve sobre Lisa Legohn, uma soldadora que ensina o ofício em um community college de LA. Na página 116 do livro do Mike encontramos as seguintes afirmações de Lisa:

>>> I think of a flower the same as I do a weld. There’s a certain beauty… a art to it. It is not just metal joining metal.

>>> He [the instructor] said that welding is the art of fusion.

Descobri artigo interessante que precisarei ler com cuidado:

O trabalho como arte: invenção e criação nos modos de trabalhar.

Outro artigo a considerar:

A relação entre trabalho e arte na estética marxista.

No capítulo Bad Boys and Polyliths, em The Hand, Frank Wilson relata fazeres de Jack, um personagem que, entre outras coisas, dedicou parte de sua vida ao reparo de carros antigos e carros de corrida. O texto relata duas coisas importante com relação ao trabalho: cooperação e entendimento da atividade laboral, mais especificamente o reparo de motores, como arte. Vale citar o parágrafo final do capítulo:

>>> Em 1998, Jack encontra-se no meio de um empreendimento aventuroso que havia inventado poucos anos antes, o de ajudar outros entusiastas por carros de alta velocidade a se encontrarem, assim como de encontrarem partes e equipamentos necessário para por tais clássicos veículos americanos na pista de novo. “Isso provavelmente não seria como arte para minha velha professora [de artes] do ensino médio”, disse ele. mas eu penso que é”. (p.81)

Para ver como mecânicos veem seu ofício como arte, vale dar uma olhada na obra de Matthew Crawford…

Ilustração que eu poderia usar para meu texto sobre cooperação no trabalho.Essa imagem aparece no verbete Artes Mecânicas da Wikipedia e vem acompanhada dos seguintes dizeres:>>> Canteiro de obras da Alta Idade Média retratado na Bíblia Morgan.

Artigo em espanhol, comentando o tema arte e trabalho em Marx.

O texto, que ainda não li, parece ser muito bom e é um referência importante sobre a afirmação de que trabalho é arte:

Acerca del Tabajo (y) el Arte.

https://www.bizkaia.eus/fitxategiak/04/ondarea/Kobie/PDF/4/Kobie_2_Bellas_artes_ACERCA%20DEL%20TRABAJO%20(Y)%20DEL%20ARTE.%20RESUMEN%20%20por%20Kosme%20.pdf?hash=17993dbf848d99feee896dccbc2f7790

Notas, em francês, sobre a questão: o trabalho pode engendrar uma obra de arte?


%d blogueiros gostam disto: