Archive for 25 janeiro, 2009

Pensamento musical

janeiro 25, 2009

sonograma-n-3

Acabo de saber que já está no ar nova edição de Sonograma, revista de pensamento musical produzida por Carme Miró. Interessados poderão acessar o mais recente número da publicação clicando aqui.

Com arte aprende-se melhor

janeiro 25, 2009

Estou publicando, lá no Aprendente, minhas conclusões pessoais sobre A Well-Tempered Mind, um livro que apresenta história e resultados da presença de boa música na escola. A obra registra melhoria significativa de aprendizagem do idioma nativo (inglês) e matemática entre os alunos expostos ao projeto Bolton, uma iniciativa que associa música com o currículo.

Quando falei sobre A Well-Tempered pela primeira vez, uma aluna me presenteou com recorte da Folha de São Paulo, de 30 de julho de 2006. No jornal, a matéria Entre tinta e papel noticiava resultados do programa “Aprendendo a Ler por meio das Artes”, do museu Gulggenheim de Nova Iorque. Redescobri o recorte hoje e fiquei com a impressão de que o programado museu novaiorquino inspira-se projeto Bolton.

Creio que vale a pena conhecer um pouco melhor iniciativas que, ao fazer arte nas escolas, melhoram resultados de aprendizagem. Por isso fui atrás de mais informações sobre o trabalho do Guggenheim. Na busca, descobri um documento da UNESCO sobre educação e arte que merece ser conhecido. Nele há referência sobre o programa do museu de Nova Iorque que reproduzo a seguir.

Apoio dos museus para a implementação do ensino através da pedagogia das artes, programa sugerido pelo Museu Guggenheim (Estados Unidos da América, Espanha 2006)

O programa educativo “Aprendizagem Através da Arte” foi concebido de forma a apoiar as disciplinas do currículo escolar levando artistas às escolas públicas para trabalharem em cooperação com professores e alunos. No programa “Aprendizagem Através da Arte” (LTA) Learning Through Art”), as crianças em idade escolar são incentivadas a aprender de diversas formas conversando, explorando, agindo e criando. As crianças são em geral receptivas à aprendizagem através de actividades artísticas e os workshops são realmente eficazes no reforço das matérias do currículo e no desenvolvimento da leitura, da escrita e das competências linguísticas. Ao participarem no processo criativo, as crianças adquirem capacidades de planeamento e coordenação de projectos, de trabalho em equipa e a pensar de forma crítica.

O projecto LTA constitui uma forma de intervir junto de crianças que poderiam ter dificuldades em acompanhar os métodos de ensino tradicionais e, mais do que isso, fomenta a auto-estima e o desenvolvimento pessoal.

Cada programa é único e individualizado, levando em consideração os interesses, condicionantes e capacidades de cada classe, e pode abranger qualquer área ou tema do currículo, das ciências naturais à Matemática. A partir do momento em que os professores identificam no currículo um tema que exige apoio extra e definem objectivos e as competências e atitudes que pretendem incentivar e estimular, o artista e o educador do Museu criam uma série de workshops divididos em unidades de ensino. Os workshops de hora e meia, sobre temas como fotografia, pintura e escultura, vídeo, arte digital ou música, são ministrado na escola uma vez por semana durante vinte semanas.

Em conjunto com os professores, o artista afecto ao programa desempenha um papel fundamental estimulando o trabalho desempenhado pela criança e encorajando-a a aplicar às disciplinas do currículo escolar o tipo de pensamento conceptual característico da criatividade artística.

paleta1





Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 124 outros seguidores